Marca Maxmeio

Notícias

Fotos: Canindé Soares, Pedro Vitorino e Jorge Irapuam

Marinha do Brasil e Universidade Federal do Rio Grande do Norte realizam cerimônia alusiva aos 20 anos da Estação Científica do Arquipélago de São Pedro e São Paulo

Solenidade aconteceu nesta sexta-feira (10) no Auditório da Reitoria da UFRN.

A Marinha do Brasil e a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) realizaram nesta sexta-feira (10), no Auditório da UFRN, cerimônia alusiva aos 20 anos da implantação da Estação Científica do Arquipélago de São Pedro e São Paulo (ECASPSP), que desde 1998 propicia ao país o acréscimo de 450 mil quilômetros quadrados à sua Zona Econômica Exclusiva e a posse de uma região de elevado potencial para pesquisas científicas.

Os corredores da Reitoria da UFRN receberam uma exposição do fotógrafo Canindé Soares, com imagens registradas no Arquipélago. Enquanto isso, na solenidade, foram realizados os lançamentos do selo personalizado do aniversário da ECASPSP, em parceria com a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos; e dos livros Arquipélago de São Pedro e São Paulo: 20 anos de pesquisa e Saint Peter and Saint Paul Archipelago: Brazil in the mid Atlantic, que tiveram exemplares doados para a UFRN e acervo da Marinha do Brasil.

Na oportunidade também foram entregues placas comemorativas a instituições e personalidades, civis e militares, envolvidas no desenvolvimento do Programa Arquipélago de São Pedro e São Paulo, criado em 1996 de maneira a garantir a habitabilidade permanente do ASPSP e contribuir para a realização de projetos de pesquisas científicas na região.

Histórico

O ASPSP é formado por um conjunto de ilhas rochosas localizadas a cerca de mil quilômetros do litoral do Rio Grande do Norte, possuindo uma área total emersa de aproximadamente 17 mil metros quadrados.

As baixas altitudes e pequenas dimensões tornaram o local um ponto crítico para a navegação, pois as ilhas são de difícil detecção a olho nu, principalmente em condições adversas de luz e de tempo, o que veio a provocar alguns naufrágios ao longo da história. O primeiro e mais famoso deles foi o que deu origem ao descobrimento do Arquipélago, ocorrido com a nau portuguesa São Pedro, em 1511, comandada pelo Capitão Manuel de Castro Alcoforado, que se desgarrou da armada que partiu de Portugal em 20 de abril de 1511, a qual se dirigia às Índias, e veio a se chocar com os rochedos.

O socorro à referida nau teria sido realizado por outra da mesma frota, chamada “São Paulo”. Daí a origem do nome “São Pedro e São Paulo”. O primeiro registro daquela remota região em mapa data de 1529 e sua posse pelo Brasil jamais foi contestada.


Assessoria de Comunicação Social da Comando do 3º Distrito Naval

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Btn Posts Anteriores