Marca Maxmeio

Resultado da busca por: arena das dunas

09 de dezembro de 2011 às 23:19

Novas fotos aéreas de novos ângulos de Natal

IMG_9989

IMG_9973

Natal vista de uma forma que você não está acostumado a ver

Compartilhando com os visitantes do blog novas imagens aéreas de Natal. São ângulos novos, de antigas mas também novas paisagens, a exemplo do local onde será construído a Arena das Dunas, até o prolongamento da Avenida Prudente de Morais. Imagens feitas na tarde desta sexta-feira, 09 de dezembro onde você poderá tentar descobrir lugares que já conhece de outros ângulos mais comuns. Pena que a luz não estava boa para as imagens brilharem muito mais do que a beleza que é as paisagens da nossa bela Natal. Um voo de uma hora num aviãozinho de dois lugares, com o experiente piloto Roberto Duarte que já tive o prazer de voar outras vezes com ele, inclusive de helicóptero.

___________________________________________________________________

VEJA MAIS FOTOS NO NOSSO BANCO DE IMAGENS E FOTOS AÉREAS DO RN

Acesse www.csfotojornalismo.net para ver as fotos, conhecer os lugares e comprar as fotos que tiver interesse. São fotos de Natal, de praias, das cidades do interior, de todo Rio Grande do Norte.

Quarquer dúvida ligue para 084 9994.2841 ou escreva para fotografia@canindesoares.com

04 de dezembro de 2011 às 13:19

Imagens do sábado de Carnatal


Programção deste Domingo

17h30 – Cerveja e Coco -> Ása de Aguia
18h00 – Swingaê -> Grafith
18h30 – Caju -> Tuca Fernandes
19h00 – Bicho -> Ricardo Chaves
19h30 – Trio 51 -> Cavaleiros do Forró

Governadora Rosalba Ciarlini prestigia terceira noite do Carnatal

 

A governadora Rosalba Ciarlini prestigiou a terceira noite do Carnatal, o carnaval fora de época que desde quinta-feira leva milhares de foliões às ruas de Natal. O evento, que completa 21 anos em 2011, tem o apoio do Governo do Estado.

 

Durante a visita, a governadora visitou os camarotes dos principais veículos de comunicação e concedeu entrevistas, ao vivo, para as emissoras de televisão e rádio de Natal. Rosalba Ciarlini acompanhou a entrada dos trios na avenida e cumprimentou alguns artistas, como os cantores baianos Netinho e Gilmelândia.

 

Rosalba Ciarlini encontrou nos corredores dos camarotes os idealizadores da campanha @TransitonaPaz, Andrea Almoedo e Marcelo Moura, com quem conversou sobre a importância da campanha de conscientização, que conta com o apoio do Governo do Estado, para evitar a mistura de direção e  bebidas alcoólicas.

 

Nas entrevistas que concedeu, governadora ressaltou a importância da micareta para a promoção turística do Rio Grande do Norte. Ela também falou sobre a grandiosidade do evento, que esse ano passou por mudanças em decorrência das obras do Estádio Arena das Dunas. “A festa está muito mais bonita e popular e o povo está brincando com muita animação”, constatou.



Assecom RN


A Construtora Planc realizará, no próximo mês de novembro, o lançamento de um novo empreendimento, no bairro de Lagoa Nova, em Natal. O “Giovanni Bellini”, que teve a localização ainda mais favorecida pela realização da Copa do Mundo em 2014, fica bem próximo ao futuro estádio “Arena das Dunas”. O edifício receberá acabamento de alto padrão e contará com o que há de mais moderno na construção civil.

As reservas aos interessados já estão abertas e as imobiliárias Tertuliano Rego e Padrão Imóveis farão a comercialização das unidades. Uma pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), divulgada na semana passada, em Brasília, revela que 53,5% das famílias brasileiras pensam que o momento é propício para compra de bens duráveis. O Nordeste é a região com maior percentual de otimismo (62,4%).

Em Natal, o mercado da construção civil sente, na prática, esta tendência. A Construtora Planc, por exemplo, com atividades nas cidades nordestinas de Natal, Mossoró, João Pessoa, Campina Grande, Caruaru e São Luís – especialmente no setor de construções residenciais – entregará quatro empreendimentos até o final de 2011, nas capitais Natal e João Pessoa.

 

Taciana Chiquetti
Assessoria de Comunicação – Planc Natal 

18 de outubro de 2011 às 15:00

Demolição do Machadinho

Demolição do Machadinho será concluída em 30 dias

 O processo de demolição do ginásio Machadinho teve início na manhã desta terça-feira (18). Com máquinas dos tipos rompedoras, tesouras, pulverizadoras e britadoras, a demolição mecânica da estrutura de concreto já começa em ritmo acelerado e deverá ser concluído em um mês.

Após esse período, será iniciada a demolição do Machadão. Essa nova etapa deverá ser concluída em quatro meses, segundo explicou o diretor-presidente da Arena das Dunas Concessões e Eventos, Charles Maia.

“Esse trabalho corresponde à segunda etapa da obra, que já está com 60% da terraplanagem realizada e 7% do total da obra de construção da Arena das Dunas”, destacou Maia.

A governadora Rosalba Ciarlini acompanhou o início da demolição, juntamente com o secretário Extraordinário para Assuntos Relativos à Copa do Mundo 2014, Demétrio Torres, a secretária Estadual da Infra-estrutura, Kátia Pinto, o secretário Estadual de Articulação, Esdras Alves, o secretário Estadual de Comunicação, Alexandre Mulatinho, e a secretária Extraordinária de Cultura do RN, Isaura Amélia.

A chefe do executivo estadual elogiou o empenho de todos para a construção da Arena das Dunas e destacou o avanço nas obras. “A construção do estádio está seguindo de acordo com o que estava previsto no cronograma estabelecido pelo Comitê Organizador Local e pela FIFA”, disse Rosalba. “Agora vamos aguardar a realização da Copa, que será um grande evento para Natal e para o Rio Grande do Norte”, finalizou.

Ao todo, as demolições do Machadinho e do Machadão resultarão em um volume de 14 mil m³ de concreto. Todo esse material será reutilizado na própria obra, tanto na fundação da nova estrutura, como nas estradas de acesso ao complexo.

“A reutilização dos materiais é um dos benefícios da demolição do tipo mecânica, pois permite que as estruturas sejam separadas e aplicadas conforme sejam retiradas”, avaliou o titular da Secopa RN, Demétrio Torres.

Texto: Lidiane Lins
Redação Assecom-RN

Mais uma importante etapa na realização da Copa do Mundo da FIFA 2014 em Natal tem início nesta terça-feira (18), às 8h, com a demolição do ginásio Humberto Nesi, o Machadinho. A governadora Rosalba Ciarlini acompanhará o início do trabalho de demolição.

Na ocasião, também estarão presentes o titular da Secretaria Extraordinária para Assuntos Relativos à Copa do Mundo 2014 (Secopa), Demétrio Torres, e o diretor-presidente da empresa SPE Arena das Dunas Concessão e Eventos S/A, Charles Maia.

O processo de demolição da estrutura do Machadinho acontecerá de forma mecânica, ou seja, com a utilização de máquinas, as quais já se encontram no canteiro de obras. Todo o material da demolição será reaproveitado dentro da própria obra.

De acordo com Charles Maia, a demolição do Machadinho deverá ser concluída em 30 dias. Logo após esse período, será iniciada da demolição do Machadão. O diretor-presidente da Arena das Dunas avalia positivamente o processo de desenvolvimento da obra.

“Estamos começando a segunda etapa da obra, após a terraplanagem da área onde será localizada a Arena. Agora, começa o trabalho nos estádios, seguindo rigorosamente o cronograma estabelecido”, destacou.

A entrada para o canteiro de obras da Arena das Dunas será pelo acesso da BR-101, localizado na lateral do Machadinho.

Texto: Lidiane Lins
Assecom Secopa:

1000 DIAS
Prefeitura inaugura contagem regressiva para a Copa de 2014
Entre as ações que marcam a Agenda dos 1000 dias para a Copa do Mundo de 2014, a prefeita de Natal, Micarla de Sousa, irá inaugurar, às 8 horas desta sexta-feira (16), o Relógio da Copa, cronômetro regressivo que marca o milésimo dia de antecedência para o Mundial da Fifa previsto para iniciar em 12 de junho de 2014. O painel de LED que trará o cronômetro regressivo e, ainda, informações sobre a Copa de 2014 será instalado no viaduto de Ponta Negra, localizado no cruzamento da BR-101 com a Avenida Roberto Freire.
A prefeita de Natal ressalta que a instalação do relógio é uma forma de envolver a capital potiguar no evento. “Faltam 1000 dias e a nossa cidade já respira a Copa do Mundo. Além das obras de mobilidade urbana que vão ser iniciadas, o início das obras da Arena das Dunas, a instalação do Relógio da Copa é uma maneira de envolver a todos os natalenses nos preparativos para este grande evento esportivo”, enfatizou Micarla de Sousa.
O secretário municipal da Juventude, Esporte, Lazer e Copa do Mundo Fifa 2014 (Secopa), Rodrigo Cintra, enfatiza a importância do cronômetro. “Este relógio fará a contagem regressiva dos dias que faltam para a competição e, por isso, entrará em funcionamento na sexta-feira quando faltará exatos 1000 dias para o início da Copa do Mundo”, pontuou o secretário.
Fonte:
Secretaria Municipal de Comunicação
09 de abril de 2011 às 14:39

Os 100 dias do governo Rosalba

Pronunciamento da GovernadoraBom dia, meus caros jornalistas, minhas caras jornalistas.

Convoquei esta coletiva porque sei do interesse natural de vocês pelo marco dos 100 dias de Governo, uma convenção sacramentada na política brasileira.

Todo mundo admite que três meses e dez dias não bastam para avaliar a gestão que vai durar quatro anos. Mas prevalece o sentimento de que, nesse curto prazo, é possível ter vislumbres do que será a gestão recém-iniciada. Isso é um fato que, de tão repetido, foi assimilado pela própria opinião pública como obrigatório.

O bom desse prazo é que ele funciona como uma espécie de trégua política. Cria-se um sentimento de tolerância que até ajuda a nova administração, no momento em que ela precisa tomar medidas duras, muitas vezes impopulares, para consertar erros e eliminar vícios. Mas cria-se igualmente uma grande expectativa sobre o que virá em seguida.

Para mim pessoalmente e para o meu Governo esse marco dos 100 dias é o momento de virar simbolicamente a página. E por que eu digo isso? Porque tenho consciência de que a partir de agora haverá uma maior cobrança. Ouviremos velhas vozes, agora com o sinal trocado para oposição, cobrando o que não fizeram. É natural no jogo da política e estamos prontos para jogá-lo.

Caberá a nós do Governo dizer, mas sobretudo mostrar com ações, que é possível fazer melhor e fazer mais do que vinha sendo feito. E ao longo desses quatro anos, vamos fazê-lo. Sem açodamento. Com a tranqüilidade de quem tem um projeto e determinação para realizá-lo. Dando satisfações à opinião pública, com mecanismos transparentes como este aqui, da conversa com a imprensa.

Eu disse que este é o momento de virar simbolicamente a página porque sei que esse é o sentido do marco dos 100 dias. As pessoas querem saber de amanhã, de depois de amanhã. Por isso, estou aqui para falar do futuro, destacando obras e projetos que vão mostrar a cara do Governo. Não vou tomar o tempo de vocês repisando fatos que vocês mesmos noticiaram nesses 100 dias.

O caos financeiro, o desequilíbrio fiscal, o descrédito do Governo, os serviços públicos deficientes, as dívidas, os compromissos absurdos firmados a toque de caixa eleitoral – toda essa “obra” já é do conhecimento de vocês. Ela foi notícia  nesses 100 dias e até antes, porque faz tempo que o Governo do Rio Grande do Norte vinha numa espiral descendente. O que fizemos, estamos fazendo e ainda faremos para botar ordem nesse caos está no resumo distribuído a vocês pela Assessoria de Comunicação Social.

Nossa tarefa inicial era refazer as fundações do Governo. Era reconstruir a capacidade do Governo – perdoem-me o pleonasmo – de governar. Reconstruir a capacidade operacional, reconstruir a credibilidade, reconstruir as condições mínimas de funcionamento dos serviços públicos essenciais. Esse trabalho continua, é permanente, porque o passivo é grande e ainda temos muito o que fazer nessa área.

Mas, ao mesmo tempo, estivemos e estamos trabalhando naquilo que a população espera e deseja do novo Governo: fazer o Rio Grande do Norte avançar. Não é tarefa que se resolva em cem ou em mil dias. É tarefa permanente, de todo dia, porque o nosso estado tem fragilidades e carências históricas, que exigem trabalho contínuo para corrigi-las, para resolvê-las.

O nosso projeto de Governo é avançar nessa direção. É contribuir de forma significativa para reduzir a desigualdade social, para melhorar os indicadores de qualidade de vida, para expandir o crescimento econômico, para qualificar os serviços públicos, para gerar oportunidades para as pessoas. Estes são os nossos compromissos, que eu reafirmo aqui inclusive para que vocês da imprensa e a população possam nos cobrar.

Tiramos o Governo da inércia e estamos trabalhando para acelerar o desenvolvimento do Rio Grande do Norte. Não vou entupir vocês aqui com promessas irreais e planos mirabolantes. Não fiz isso como candidata nem vou fazê-lo agora, porque tenho noção da minha responsabilidade frente à sociedade como um todo e ao Governo que chefio.

Mas, faço questão de destacar ações, projetos e obras que já estão em andamento ou vão começar agora. É a principal razão deste nosso encontro: abrir caminhos, andar pra frente, olhar pro futuro. Agora é mãos à obra.

É mãos à obra no saneamento, como eu já anunciei antes e repito aqui. Temos recursos federais para muitas obras e garantimos a contrapartida do Estado, impedindo a perda de verbas por falta de planejamento e boa gestão financeira.

É mãos à obra na política industrial, para atrair empresas – como já está acontecendo – e gerar empregos na capital e no interior, com um novo programa de incentivos fiscais e reforço na ninfra-estrutura.

É mãos à obra na energia, para transformar o extraordinário potencial eólico do nosso estado em fonte de energia limpa, de empregos para o povo e de arrecadação para os municípios e o estado. Temos potencial – e projetos já em andamento – para gerar com os ventos o que hoje gera Itaipu, uma das maiores usinas do mundo. E para ter aqui não só as usinas de energia mas a indústria de equipamentos que move os moinhos de vento.

É mãos à obra para melhorar a saúde, a segurança, a educação, com programas que nos tirem da péssima posição no ranking desses serviços essenciais.

É mãos à obra para realizar projetos e programas como esses que eu vou anunciar agora, como exemplos de que não estamos de olho no retrovisor, mas na estrada à nossa frente. Obras e programas necessários, esses estão sendo ou serão continuados, porque o dono deles não era quem saiu e nem quem entrou. O dono é o povo, porque é o povo o dono dos recursos.

Anuncio, hoje, em primeira mão a assinatura da Ordem de Serviço e do contrato para construção do Estádio Arena das Dunas, nosso passaporte para a Copa do Mundo, para os próximos dias.  Fizemos em cem dias o que não foi feito em dois anos: desempacar o projeto de Natal 2014.  No entendimento do Governo do RN, as ressalvas com entidades e órgão fiscalizadores foram concluídas e daremos início ás obras após do estádio após o campeonato estadual de futebol.

Anuncio o programa Ronda Cidadã, uma modalidade de policiamento comunitário que vai intensificar a presença da polícia nas ruas, inibindo a bandidagem e reforçando a segurança.

Anuncio o programa Mão Amiga, um compromisso de campanha, para gerar qualificação profissional e oportunidades de trabalho e renda para os trabalhadores autônomos e os pequenos empreendedores.

São exemplos do que eu afirmei há pouco: nosso Governo veio para cuidar do presente e preparar o futuro. É isso que o Rio Grande do Norte precisa e os norte-rio-grandenses desejam. Foi isso que fizemos nesses cem dias e é isso que faremos nesses quatro anos. Agora é mãos à obra.

 

Governadora explica reordenamento do Estado e anuncia: “Agora é mãos a obra”

 

Na manhã deste sábado, 09, a governadora Rosalba Ciarlini concedeu entrevista coletiva para toda a imprensa sobre os primeiros 100 dias da gestão de seu governo, que começou no dia 1º de janeiro deste ano. Avaliando que a administração ainda está em processo de adequação, a governadora respondeu as perguntas dos jornalistas quanto às obras que já foram retomadas, “Agora é mãos à obra”, disse Rosalba. A Governadora falou sobre convênio resgatados e pagos, novos projetos e programas que serão lançados já neste primeiro semestre e a reestruturação de órgãos e a liquidação de outros como a Datanorte. Rosalba Ciarlini também respondeu perguntas sobre novas medidas fiscais e a situação financeira do estado.

 

A governadora esclareceu os jornalistas a respeito da situação dos convênios com os municípios, que gradativamente serão retomados, a governadora revelou que cidades como Assu e Jucurutu que tiveram os recentes episódios de enchentes já foram contempladas com convênios. “É uma questão de reorganizar as finanças para que gradativamente esses convênios possam ser honrados e assim, retomados. É do interesse do estado fazer parcerias com os municípios”, disse a governadora, salientado que os convênios anteriormente cancelados apresentavam problemas legais e não tinha como ser operacionalizados pela atual gestão.

 

Rosalba Ciarlini também falou sobre as Centrais do Cidadão, de acordo com a governadora as Centrais deverão retomar o atendimento de excelência ao qual se propunham em sua fundação. “Algumas centrais foram interditadas em nossa gestão por total falta de condição de atendimento à população. Vamos restaurar os prédios, algumas centrais serão realocadas para novas instalações. Algumas cidades, como Canguaretama, estão com um prédio alugado com os equipamentos dentro já há dois anos e nós vamos colocar pra funcionar. Outra cidades já apresentam demanda e nós iremos providenciar novas Centrais do Cidadão”, disse a governadora.

 

Quanto à logística e infraestrutura do estado, a governadora citou a retomada das obras da estrada da Pipa, terminal pesqueiro com a construção de acessos para o transportes de cargas, a licitação dos túneis do prolongamento da Avenida Prudente de Morais e, recentemente, a aprovação de R$ 130 milhões para a 1ª Etapa do sistema de Veículo Leve sobre Trilhos, VLT, que interligará toda a região metropolitana da capital.

 

No tocante a articulação do governo do estado junto à esfera Federal, Rosalba demonstrou tranqüilidade na articulação com a presidenta Dilma Rousseff. “Passadas as eleições, o partido de todos nós é o povo brasileiro, tenho uma recepção muito boa em Brasília no Senado e nos Ministérios, no que depender do Governo Federal minha administração tem encontrado total abertura”, esclareceu Rosalba.

Questionada sobre a situação da saúde do estado e o Hospital Regional de Macaíba onde funciona também uma UPA do município, a governadora demonstrou já ter conhecimento da situação e esclareceu que as providências já foram encaminhadas junto ao secretário Domício Arruda. De acordo com Rosalba, com a adesão de novos 84 municípios do estado ao sistema de Gestão Plena, que repassa a verba do SUS diretamente às prefeituras, deve haver uma readequação na rotina de gestão das prefeituras com a responsabilidade do recebimento da verba. A governadora também mencionou que atualmente o estado apresenta níveis preocupantes de mortalidade materna e que será trabalhada uma premiação junto às cidades que consigam, dentro de um ano, diminuírem esses índices.

 

No âmbito fiscal, a governadora disse aos jornalistas que as novas medidas adotadas trouxeram arrecadação das compras feitas pela internet pelos potiguares. Antes, tudo o que era comprado pela rede tinha o seu imposto retido na cidade de origem da mercadoria, gerando receita zero para o estado. Rosalba também falou sobre os regimes especiais, que segundo ela eram vários. “Adequamos os regimes especiais a um só, e não será mais concedido graciosamente, haverão sérias medidas de controle para a concessão”, disse a governadora. Quanto aos cortes feitos no funcionalismo Rosalba ressaltou que as medidas foram adotadas para honrar compromissos como o pagamento de terço de férias dos servidores, ainda em aberto do ano de 2009.

 

Ao esclarecer os jornalistas a respeito das finanças do estado, a governadora explicou que ainda não há superávit da receita. “Hoje pela manhã há R$ 65 milhões na conta do estado. Há momentos em que realmente chega a ter R$ 200 milhões em caixa, mas isso é o dinheiro da folha de pagamento dos servidores”. Perguntada sobre em quanto ainda estava a dívida do governo Rosalba respondeu que no valor de R$ 700 milhões “que estamos pagando aos poucos”, disse Rosalba.

 

Estavam presentes na reunião representantes de todo o secretariado: O Secretário Chefe do Gabinete Civil, Paulo de Tarso, a Secretária de Estado da Infraestrutura, Kátia Pinto; o Secretário de Estado da Justiça e da Cidadania Thiago Cortez; o Secretário de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social, Aldair da Rocha; o Secretário de Estado da Tributação, José Airton Silva; a Secretária de Estado da Educação e da Cultura, Betânia Ramalho; o Secretário de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social, Luiz Eduardo Carneiro; o Secretário de Estado da Saúde Pública, Domício Arruda; o Secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, Benito Gama; o Secretário de Estado do Planejamento e das Finanças, Obery Rodrigues; o Assessor de Comunicação Social, Alexandre Ferreira Mulatinho; o Secretário Adjunto de Estado de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Jader Torres; o Secretário de Estado de Esporte e Lazer, Joacy Bastos; o Secretário de Estado do Turismo, Ramzi Elali; o Secretário de Estado de Assuntos Fundiários e de Apoio à Reforma Agrária, Gilberto Jales; o Procurador Geral do Estado, Miguel Josino; a Controladora Geral do Estado, Tatiana Mendes Cunha; o Secretário Extraordinário para Articulação com os Municípios, Esdras Alves; a Secretária Extraordinária para Assuntos da Cultura, Isaura Rosado e o Secretário Extraórdinário para Assuntos Relativos à Copa do Mundo 2014, Demétrio Torres.

 


 

06 de abril de 2011 às 16:24

Juca Kfouri realiza palestra na UFRN

Juca Kfouri realiza palestra na UFRN e critica obras da Copa

Jornalista falou sobre a situação das obras da Copa do Mundo e das Olímpiadas do Rio de Janeiro, criticando ferrenhamente as organizações dos eventos.

Por Geraldo Miranda – Nominuto.com

“Sai de São Paulo e vi aquele lindo estádio, o Fielzão, e ao chegar a Natal vi também esta maravilha de Arena das Dunas”. Com esta ironia, o jornalista esportivo Juca Kfouri abriu sua palestra no auditório da Reitoria da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), onde falou sobre Copa 2014, casos curiosos de sua carreira e temas polêmicos.

José Carlos Amaral Kfouri é natural d São Paulo e nasceu no dia 4 de março de 1950. Ele é formado em Ciências Sociais pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP). Juca Kfouri começou sua carreira no jornalismo nas revistas Placar e Playboy, foi comentarista do SBT, da rede Globo, da rede Cultura, da RedeTV e, atualmente, está na Rádio CBN e ESPN Brasil, além de ser colunista da Folha de São Paulo.

O jornalista falou sobre como começou sua carreira e fez criticas a organização da Copa de 2014 e dos Jogos Olímpicos de 2016. “Aqui no Brasil a desorganização começa pelos chefes dos comitês. No caso da Copa, temos o exemplo de da copa da Alemanha, onde o chefe do comitê organizador foi Franz Beckenbauer e nas Olímpiadas de Londres temos o ex-atleta Sebastian Coe”, diz.

Juca Kfouri também comentou sobre a falta de mudanças a frente das organizações esportivas e definiu o momento do país no esporte como um “boom do negócio esportivo, onde infelizmente não é um boom do esporte, hoje o Brasil não tem nenhuma formação olímpica para ser sede da olímpiada. Hoje estamos léguas e léguas dos outros países em termo de organização. Hoje o que temos em relação ao futebol é que nós somos uma fabricação de talentos que é invencível, por isso justifica a vinda da copa”, explica.

E para justificar a critica o jornalista usou como exemplo o Pan Americano do Rio de Janeiro. “Na hora de se falar em gastos o Pan só deveria gastar por volta de 400 milhões, porém foi gasto por volta de 4 bilhões de reais, onde seria feita a despoluição das lagoas Rodrigo de Freitas e da Guanabara, além da criação de uma linha de metrô, porém nada disso foi feito e o pior se criou o complexo aquático Maria Lenk sob a desculpa de se usar para as olimpíadas, mas já foi informado pelo COI que este complexo não comportará as provas aquáticas e que nós teremos que construir outro. No fim das contas vamos gastar mais ainda”, dispara.

E em relação a Copa de 2014 Juca Kfouri foi enfático em relação ao jogo politico do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira. Ele atacou a forma com que está sendo feitos os projetos da Copa e que não existe necessidade de se fazer como na Europa.

“Aqui nós todos temos que rever os princípios para organizar esta copa, pois estamos fazendo uma copa da Alemanha no Brasil. Construindo novos estádios com padrão europeu e que serão usados apenas por um mês. Porque nós não reformamos os nossos estádios, invés de derrubar e construir outros. É um absurda a situação de São Paulo, preterir o Morumbi, que já é um dos melhores estádios do Brasil, só para ter que gastar com outros, isto é jogar dinheiro fora”, diz o jornalista.

 

16 de março de 2011 às 01:26

Recursos para obras da copa

MINISTRO DOS TRANSPORTES GARANTE OBRAS DE ACESSO À ARENA DAS DUNAS
Em audiência com a governadora do Rio Grande do Norte, Rosalba Ciarlini, em Brasília, nesta terça-feira (15), o ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, garantiu a liberação de recursos para obras de acesso a Arena das Dunas. As obras fazem parte do pacote de melhorias relacionados com a realização da Copa do Mundo de futebol de 2014.
A principal delas é o prolongamento da avenida Prudente de Morais até a Br 101, o que permitirá o desafogamento do trânsito até o estádio onde acontecerão os jogos na capital potiguar. A obra também facilitará o acesso para quem se deslocar do aeroporto Augusto Severo, em Parnamirim, para a área.
A governadora destacou a importância de acelerar a execução da obra, mesmo antes da realização da Copa, que resolverá os problemas de trânsito na região, já complicado nos dias de hoje.
“Minha luta incansável em agilizar essas obras não é só pensando na Copa de 2014. O mais importante é encontrar alternativas eficientes para resolver o problema do trânsito nas nossas rodovias, um desafio para os gestores em todas as grandes cidades do país”, concluiu.
O próximo passo será o envio do projeto do executivo para a pasta de Alfredo Nascimento. O secretário responsável pela ações da Copa, Demétrio Torres, informou que o projeto será enviado nos próximos dias.