Marca Maxmeio

Resultado da busca por: Chuvas

05 de janeiro de 2015 às 12:54

EMPARN registra boas chuvas no fim de semana no RN

_MG_4042

Imagem meramente ilustrativa

 

Do dia 2 (sexta-feira), até às 7h da manhã de hoje (5), a Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN) registrou chuvas em 36 postos pluviométricos, a maioria na região Oeste, com precipitações de até 66 milímetros (mm), como aconteceu em São Miguel. Choveu ainda em Coronel João Pessoa (57mm); Viçosa (47,6); Portalegre (37,7mm); Baraúna (35mm) e Itau (32mm).

Também foram registradas boas chuvas em Messias Targino (30mm); Venha Ver (22mm); Dr. Severiano (20mm); Rodolfo Fernandes (19,2mm) e no litoral, em Grossos (15,3mm). Choveu ainda em Francisco Dantas (15mm); São Francisco do Oeste (13mm); Umarizal (12mm); Janduís (9,4mm) e Olho D’agua dos Borges; Paraná; Tabuleiro Grande e Tenente Ananias, 9 milímetros cada um. Chuvas menores em Severiano Melo; Riacho Da Cruz; Encanto; Pau dos Ferros; Caraubas; Porto do Mangue; Martins; Patu; Campo Grande e Serrinha Dos Pintos.

Na Mesorregião Central Potiguar choveu em São José do Seridó, 10,8 milímetros; Santana do Seridó (4mm); Cruzeta (Base Física da Emparn), 3,8mm; São João Do Sabugi (2mm). No Agreste choveu apenas no município de Campo Redondo, e, no Leste Potiguar, em Natal, com apenas 0,2 mm. A previsão da Gerência de Meteorologia da EMPARN é de manutenção das condições do fim de semana, com predominância de céu parcialmente nublado e ocorrência de chuvas isoladas em todas as regiões do Estado devido às instabilidades provocadas pelo Sistema Meteorológico Vórtice Ciclônico de Ar Superior.

 
EMPARN – Gerência de Transferência de Tecnologias e Comunicação
– Assessoria de Comunicação 
23 de junho de 2014 às 13:15

EMPARN registra boas chuvas no Leste e Agreste

O Boletim Pluviométrico da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), registra boas chuvas entre às 7 de sexta-feira (20) e às 7hs de hoje (23), no Leste e Agreste do Estado. Foram 29 postos de monitoramento com chuvas, dos 197 postos existentes. Na Messoregião Agreste Potiguar as chuvas foram registradas em Parazinho, com 18,5 milímetros (mm); João Câmara (16,7mm); Ielmo Marinho (14,9mm); Monte Alegre (13mm); em Bom Jesus e

Vera Cruz (11mm), cada um e ainda, em Nova Cruz, Santo Antônio, Boa Saúde Serrinha, Bento Fernandes, Lagoa de Pedras, Bento Fernandes, Passa e Fica, entre outros.

Na Messoregião Leste foram registradas chuvas de 53 milímetros em Natal; Parnamirim (Base Física da Emparn), 31,4 milímetros (mm); Canguaretama (23,8mm); São Gonçalo do Amarante (23mm); Baia Formosa (Destilaria Vale Verde), com 22mm e ainda em Ceará- Mirim, Pureza, Maxaranguape, Taipu, Montanhas e Pedra Grande.

A meteorologia prevê para amanhã (terça-feira) “céu nublado a parcialmente nublado com chuvas sobre as regiões Leste e Agreste do Estado, devido as instabilidades de origem oceânica. Essas chuvas poderão variar de intensidade moderada. No interior, predominará a condição de céu parcialmente nublado com ocorrência de pancadas de chuvas e diminuição das temperaturas nas regiões serranas”.

 

EMPARN – Gerência de Transferência de Tecnologias e Comunicação
– Assessoria de Comunicação 

            Em solidariedade às vítimas das fortes chuvas que deixaram 130 famílias desabrigadas em Natal, os hipermercados Extra Ponta Negra e Midway Mall arrecadam alimentos não perecíveis e água para doação até o dia 30 de junho. A entrada de cada loja dispõe de um carrinho com identificação da campanha para que os cidadãos potiguares deixem seus donativos e façam a diferença nas vidas de quem mais precisa neste momento. Todo o material recolhido será destinado ao ponto de arrecadação da prefeitura, localizado no Aeroclube.

O bairro de Mãe Luiza foi o mais atingido, com 100 famílias desabrigadas. As 30 restantes são moradoras de outros pontos da capital: Lagoa do Preá, Novo Horizonte, Comunidade do Jacó e São Conrado. A Prefeitura do Natal decretou estado de calamidade pública no último dia 16 em virtude da situação que se agrava com as novas chuvas que caem na cidade nesta segunda-feira (23).

 

Serviço:

Arrecadação de donativos para desabrigados das chuvas

Data: até 30 de junho

Local:

Extra Midway Mall – Avenida Bernardo Vieira, 3775, Tirol – Natal/RN

Extra Ponta Negra – Avenida Eng. Roberto Freire, s/n, Ponta Negra – Natal/RN

 

Assessoria de Imprensa
Letra A Comunicação

23 de junho de 2014 às 12:48

Previsão de Chuvas para o RN

Novo sistema no oceano atinge litoral do Nordeste

 

De acordo com análise da Gerência de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), as águas mais quentes do que o normal no oceano Atlântico, próximo do litoral leste do Nordeste, associadas à presença de Sistemas de Instabilidades de Origem Oceânica, favorecem a formação de chuvas de forte intensidade sobre a faixa litorânea leste do Nordeste.

As chuvas deverão continuar ocorrendo da forma como acontece desde o início da madrugada e continuarão pelo menos durante as próximas 12 horas, uma vez que esses tipos de sistemas meteorológicos têm esse comportamento, de produzir chuvas fortes durante as primeiras oito horas de atuação, com deslocamento para o interior, apresentando assim, enfraquecimento do sistema.

Na análise das imagens de satélite, observa-se que sobre o oceano Atlântico na latitude de Natal, existe outra formação de instabilidade de origem oceânica com deslocamento em direção ao continente, com previsão de atingir o leste do Nordeste nas próximas 48 horas. A imagem do radar do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Ambientais (CEMADEN) mostra o sistema atuando sobre as regiões Leste e Agreste dos estados do Rio Grande do Norte e Paraíba.

EMPARN – Gerência de Transferência de Tecnologias e Comunicação
– Assessoria de Comunicação –
 

 

O prefeito Carlos Eduardo visitou na tarde deste domingo (15) a área da Rua Guanabara, no bairro de Mãe Luiza, que sofreu com o deslizamento de terra em virtude do forte volume de chuvas que caiu sobre Natal nas últimas 72 horas. O chefe do Executivo municipal observou de perto o estrago causado pelas águas e garantiu aos moradores que a Prefeitura vai reparar os danos da rua e construir novas casas para as famílias que perderam suas residências com o desastre.

 

Carlos Eduardo conversou com os moradores e informou que nesta segunda (16) irá decretar estado de calamidade em função das chuvas, situação que facilitará o aporte de recursos para a solução definitiva da Rua Guanabara. Ele disse que conversou com o ministro da Integração Nacional, Francisco Teixeira, e o gestor federal garantiu que vai enviar uma equipe de técnicos da pasta para avaliar a realidade local e definir qual o melhor projeto a ser aplicado. O prefeito tranquilizou a população da Rua Guanabara e prometeu agilidade nas ações do Poder Público para minimizar os impactos causados pelas chuvas que já causaram grandes transtornos para a população natalense. “Vamos buscar uma solução definitiva para as questões do saneamento básico e da drenagem da região. O decreto de situação de calamidade vai agilizar todo esse processo”, definiu Carlos Eduardo.

 

O prefeito vai se reunir na próxima terça-feira (17), no Palácio Felipe Camarão, com uma comissão de moradores afetados pelas chuvas para disponibilizar um cronograma de trabalho que será elaborado pela equipe da gestão municipal. Além disso, a Prefeitura vem atuando pela cidade desde o inicio das fortes precipitações com todas as atenções da estrutura da administração municipal voltada para a minimização dos transtornos causados pela força das águas.

 

A Secretaria Municipal de Defesa Social (Semdes) implementou um serviço de plantão 24 horas para atender a população em caso de emergência através do número 3232-2525. O Departamento de Defesa Civil, vinculado à Semdes, está trabalhando com um efetivo de mais de 30 homens, realizando o serviço de identificação e interdição de áreas de risco em toda a Natal.

 

Já a Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtas) faz o trabalho de remoção das famílias da área de risco interditada pela Defesa Civil. Além disso, as equipas da Semtas acompanham desde a madrugada do sábado (14) o trabalho de recepção e distribuição das doações feitas pela população para amenizar o sofrimento das famílias desabrigadas (que perderam suas casas) e desalojadas (que estão momentaneamente impedidas de voltar para suas casas) pelos mais 300 milímetros de chuvas que caíram em Natal entre a manhã da sexta-feira (13) e o final da manhã deste domingo (15).

 

Atendendo determinação do Prefeito de Natal, Carlos Eduardo, e em parceria com o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil do Município, a equipe da Semtas – coordenada pessoalmente pela secretária Ilzamar Pereira – tem organizado a recepção das doações de água, alimentos, medicamento, colchões e cobertores e também providenciado a sua entrega às famílias atingidas, inclusive algumas que ainda estão na Rua Guanabara (uma das mais atingidas, localizada no bairro de Mãe Luíza, Zona Leste de Natal).

 

A Semtas também está realizando um trabalho de atenção psicossocial com as famílias, bem como o seu cadastramento para que a assistência possa ser planejada, ampliada e estendida àquelas que enfrentam as maiores dificuldades. Além das famílias do bairro de Mãe Luíza, as equipes da Semtas, Defesa Civil e Bombeiros estão monitorando toda a cidade para identificar outras necessidades que deverão ter o mesmo tratamento.

 

A Prefeitura do Natal também iniciou uma campanha de arrecadação de donativos para as vítimas das chuvas. Neste momento, são necessárias doações de fraldas, materiais de limpeza e higiene. Os pontos para a entrega de mantimentos são: Ginásio Nélio Dias, Escola Municipal Santos Reis e no CRAS do Planalto. Não serão mais recebidas doações no Palácio dos Esportes e no Aeroclube.

 

Para mais informações, os interessados em ajudar devem entrar em contato pelos seguintes telefones: 3232-4497 (CRAS Planalto); 8870 3325 e 8870 3340 (Equipe de plantão da Semtas na Escola Municipal Santos Reis).

_MG_3511

A chuva forte em Natal nesta sexta-feira, 13 de setembro, provoca vários transtornos na cidade, entre eles, deslizamento de terra na Av. Café Filho em Areia Preta, deixa vários carros soterrados e alagamento na rua Seridó e na rua Açú, como mostram as fotos.
06 de junho de 2014 às 14:23

EMPARN registra chuvas em vários municípios

Nas últimas 24 horas – das 7 horas da manhã de ontem às 7 de hoje (06) –a Gerência de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN) registrou chuvas em 13 dos 197 postos de monitoramento (pluviômetros), em quase todas as regiões do Estado. As chuvas com maiores intensidades foram registradas nas regiões Leste e Agreste.

Choveu em Baia Formosa (31,5mm); Canguaretama (17,1mm); Extremoz (11,6mm); Natal (11,2mm); Montanhas (5,8mm); além de Senador Georgino Avelino, Maxaranguape, Parnamirim, na Estação Experimental da EMPARN, Porto do Mangue,  Nova Cruz, Várzea e Passa e Fica.

De acordo com a Meteorologia da EMPARN, a “predominância é de céu parcialmente nublado a claro em todas as regiões do Estado. Somente poderão ocorrer pancadas de chuvas sobre a faixa litorânea leste, devido a influência da brisa e da umidade proveniente do oceano”.

 

 
EMPARN – Gerência de Transferência de Tecnologias e Comunicação
– Assessoria de Comunicação –
   

Tempo vai permanecer nublado, com previsão de pancadas de chuvas

 

O Boletim Pluviométrico da Gerência de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), registra chuvas em 65 postos de monitoramento, entre as 7 horas de ontem e as 7 horas de hoje (14). Na região Oeste choveu em vários municípios, com destaque para Tibau, com 33 milímetros (mm) e Assu (17,1mm). Choveu também nos municípios de Porto do Mangue, Parau, Itajá, Grossos e Jucurutu, entre outros.

Na Mesorregião Central foram registradas chuvas em Acari, com 13,3 milímetros; Carnaúba dos Dantas (11,5mm); Jardim do Seridó e São Bento do Norte (10mm); em cada município.  Choveu ainda em Santana do Seridó, Tenente Laurentino Cruz, São José do Seridó, Cruzeta, Florânia, Equador, Pedro Avelino e Caicó.

Também foram registradas boas chuvas na região Agreste, nos municípios de Santo Antonio (26,3mm); Monte Alegre (25mm); Serrinha (21,2mm); Nova Cruz (19mm);  Vera Cruz (16,6mm) e ainda em Varzea, Jundiá, Ielmo Marinho, Boa Saúde e Campo Redondo. As maiores precipitações ocorreram na região Leste, com 64mm em Baia Formosa; Canguaretama (49,3mm); Maxaranguape (47,5mm); Parnamirim (Base Física da Emparn), com 35,8mm; Natal  (34,7mm); Extremoz (28,5mm) e Canguaretama (28mm).

A condição para hoje é de céu parcialmente nublado com ocorrência de chuvas sobre as regiões Leste e Agreste devido às instabilidades ocasionadas pela Zona de Convergência Intertropical e o Sistema de Brisa. No Interior, pancadas de chuvas isoladas poderão  ocorrer em todas as regiões, principalmente no Seridó e Serra de Santana.

12 de maio de 2014 às 18:05

EMPARN registra boas chuvas no fim de semana

 

O boletim pluviométrico da Gerência de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte registra boas chuvas entre às 7 horas da última sexta-feira (9), até a manhã de hoje (12). Foram 51 postos de monitoramento com chuvas, em todas as regiões do Estado.

No Oeste Potiguar as maiores precipitações ocorreram em Tabuleiro Grande, com 47 milímetros (mm); Pendências (32,7mm); Serra do Mel (25,5mm); Mossoró (20,8mm); Ipanguaçu  11,7mm; e Areia Branca e Carnaubais, com 11mm em cada município. Choveu também em Porto do Mangue, Parau, Alto do Rodrigues e Apodi.

No Seridó e Messoregião Central choveu nos municípios de São Bento do Norte (125mm); Lajes (63,6mm); Lagoa Nova (31mm); Pedro Avelino (28,2mm); Acari (Açude Gargalheiras, 22,1 milímetros) e  São  Vicente (16,2mm). Nas regiões Agreste e Leste, as maiores chuvas foram registradas em Campo Redondo (85,4mm); Barcelona (48mm); Lajes Pintadas (37,7mm); Parazinho (31,7mm);  Canguaretama (41,1mm) e Natal (13,0mm), entre outros municípios dessas regiões.

ABRIL

De acordo com o monitoramento pluviométrico da EMPARN, observou-se que as chuvas nas mesorregiões Oeste e Central variaram de normal a acima de normal, durante o mês de abril de 2014. Os maiores acumulados de chuvas ocorreram nos municípios de São Francisco do Oeste (337,5mm), Martins (265,4mm), Marcelino Vieira (256,6mm), Cruzeta (243,4mm), Caicó (236,2mm), Tenente Laurentino Cruz (223,3mm), São José do Seridó (217,1mm) e Jardim de Piranhas (203mm). No entanto, na faixa litorânea Leste e no Agreste, as chuvas apresentaram índices abaixo da normal climatológica para o mês.