Marca Maxmeio

Notícias

O objetivo desta ação foi de  alertar a população sobre a gravidade que vem ocorrendo no Parque da Cidade, onde se encontra mais da metade da água que abastece as zonas leste, oeste e sul de Natal. No Parque existem 10 poços da CAERN que representam cerca de 65% do volume de água consumido pela população. Para se ter uma ideia, só na Região Oeste moram aproximadamente 400 mil habitantes.

O Parque da Cidade foi criado, em 2006, na Zona de Proteção Ambiental 1, para proteger as águas subterrâneas situadas no local e seu entorno. Naquela época, a área estava livre de contaminação por nitrato.

Ocorre que, ao longo dos anos, com a expansão urbana, a intensificação da ocupação dos bairros do entorno e a não finalização do sistema de tratamento de esgotos do Parque, essa situação se modificou totalmente. Análises realizadas neste ano de 2019 revelam que em vários poços situados naquela área o índice de contaminação da água por nitrato já supera os limites permitidos pela legislação.

Diante deste quadro, várias entidades se reuniram para criar um abaixo-assinado solicitando ao Prefeito Álvaro Dias, que adote todas as providências necessárias para que o Parque da Cidade Dom Nivaldo Monte, possa continuar exercendo as suas relevantíssimas funções ambientais, sociais, culturais e turísticas para a nossa saúde e qualidade de vida.

Lembre-se que o Parque se constitui uma Unidade de Conservação do Município de Natal, que honrosamente recebeu da UNESCO, em julho/2019, o título de Posto Avançado da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica.

Realização:
ACIRN
ONG Baobá
ASPOAN
Rede EuSouDoAmor
Santuário Ecológico de Pipa
UNI RN
Gamboa do Jaquaribe
Dez Mulheres
SOS MangueRN
Fórum Mudanças Climáticas e Justiça Social

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Btn Posts Anteriores