Marca Maxmeio

Notícias

Barragem Oiticica em Jucurutu

 

Na úlitma quinta-feira, dia 18, eu e Jailson Fernandes pegamos a estrada para registrar as belezas da interior do Rio Grande do Norte, principalmente alguns açudes que estão sangrando. Foram 950 quilômetros de estradas da quinta ao domingo.

Partimos de Natal em direção a Assu onde dormimos e às 4h30 da manhã do dia seguinte já estávamos na sangria da do Açude Mendubim. De lá seguimos para a sangria do Açude Pataxó e durante do dia da sexta seguimos para fotografar outros açudes, o Beldroega em Paraú, Triunfo Potiguar e terminamos o dia no Lajedo de Soledade.

Dormimos da sexta para o sábado em Felipe Guerra e pela manhã fomos para Caverna do Crote e Cachoeira do Caripina.

A tarde do sábado partimos em direção a Barragem de Oiticica em Jucurutu. De lá já no final da tarde partimos Para Currais Novos. Já no início da noite e embaixo de uma chuva de 130 mm seguimos de Currais para o Totoró enfrentando 10 km de estrada de chão com muita água e lama durante aproximadamente 1 hora enquanto em dia normal o tempo é de uns 20 minutos.

Tivemos que dormir no sitio de Dona Branca, mãe do meu amigo jornalista Paulo Araujo, onde fomos muito bem recebidos. Era impossível transitar da estrada de volta.

No dia seguinte a surpresa no Açude Totoró que estava totalmente seco e amanheceu com um volume de água impressionante.

Em torno da 10 horas partimos de volta, enfrentando a lama na estrada além de travessia de rio e riacho já com um volume menor de água.

Antes de pegar a estrada de volta para Natal passamos no Açude Dourados de Currais que no dia anterior estava praticamente sem água e também recebeu um volume muito grande de água.

E passando por Santa Cruz fomos até o Açude Trairi que infelizmente não recebeu nenhuma quantidade de água.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Btn Posts Anteriores