Marca Maxmeio

Notícias

A Estácio está com o processo seletivo aberto para o preenchimento de 50 vagas para o curso de Medicina, da Unidade Juazeiro (BA). Os interessados poderão fazer suas inscrições até o dia 18 de setembro e aproveitar o resultado obtido no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). O edital, que é válido para o 2º semestre de 2019, está disponível por meio do site www.estacio.br/medicina . Em função de recente visita do MEC ao campus de Juazeiro, a Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior do MEC, por meio da portaria  n.º 406, de 2 de setembro, autorizou o aumento do número de vagas oferecido no curso de graduação de Medicina.

O documento sinaliza o resultado favorável da visita de monitoramento do órgão regulador às instalações, que recomendou a ampliação da oferta do curso – iniciado em março de 2008.

“Cumprimos o nosso dever no que tange à implantação do projeto pedagógico e das políticas institucionais, como iniciação científica e extensão. E, mais do que isso, temos impactado positivamente o município com nossos alunos e professores, principalmente nas ações para a comunidade”, comemora Luiz Rodrigues, gestor da Unidade Juazeiro.

Para o diretor de Medicina, Pós-Graduação e Cursos Livres da Estácio, Silvio Pessanha Neto, o reconhecimento do MEC também confirma a qualidade do nosso corpo docente e a competência da nossa gestão.

“Ao nos conceder mais vagas para, efetivamente, formarmos mais médicos para atender às demandas da sociedade, o órgão regulador demonstra confiança no trabalho desenvolvido pela Estácio”, ressalta.

Poderão se inscrever no Processo Seletivo os candidatos que já concluíram o Ensino Médio).  Caso o candidato não possa comparecer pessoalmente para o ato da inscrição, poderá encaminhar representante legal munido de procuração com firma devidamente reconhecida em cartório e fotocópia autenticada da cédula de identidade do outorgante. As vagas do processo seletivo serão preenchidas pelos candidatos aprovados obedecendo a ordem decrescente da pontuação obtida. O resultado final será divulgado no dia 21 de setembro de 2019, a partir das 15 horas, no site www.estacio.br/medicina.

A matrícula dos classificados para as vagas será realizada das 9h (do dia 23 de setembro de 2019) às 17h (do 24 de setembro de 2019), conforme a classificação dos candidatos. Caso algum candidato classificado não faça sua matrícula neste período, a Faculdade Estácio de Juazeiro fará a 1ª reclassificação no dia 25 de setembro de 2019.

O curso de Medicina da Estácio tem duração de seis anos com aulas teóricas e de laboratório, residência obrigatória, práticas em laboratórios e em cenários externos, professores titulados, laboratórios modernos, formação em emergências médicas, parcerias com hospitais qualificados públicos e privados. A instituição oferece aos futuros médicos uma infraestrutura que inclui o que há de mais moderno para garantir a adequada execução do projeto pedagógico do curso. Os estudantes terão acesso a equipamentos com tecnologia de ponta para a prática de procedimentos médicos em simuladores/robôs antes do contato com o paciente real no Laboratório de Habilidades e Simulação (LHS).

A Estácio disponibiliza ainda laboratórios de imagenologia (para o estudo aprofundado dos exames de diagnóstico por imagem – tomografia, ressonância magnética, radiografia, entre outras), de anatomia e de técnicas cirúrgicas simuladas. Os campi contam ainda com áreas de convivência para os alunos, uma biblioteca completa e laboratório de informática.

Mais de 20 anos com experiência na área de Medicina

Esta expressiva expansão dos cursos de Medicina reforça a posição da Estácio como referência na área médica. A experiência da Estácio na organização de cursos de Medicina começou em 1997 com a autorização do curso no campus Arcos da Lapa, no Rio de Janeiro, e em 2000, o curso em Juazeiro do Norte, no Ceará.  Os dois cursos foram criados tendo como eixo principal a Estratégia da Saúde da Família e aprovados pelo MEC com conceito MB (Muito Bom) em todas as dimensões (projeto pedagógico, instalações e corpo docente), equivalente à nota 5 (máxima) utilizada hoje no SINAES.

Em 2014, foi autorizado, com conceito 4, o Curso de Medicina do Centro Universitário de Ribeirão Preto, interior de São Paulo. Também em 2014, a Estácio apresentou proposta vencedora no edital do Ministério da Educação para o Programa de Transferência Assistida (PTA) dos alunos da extinta Universidade Gama Filho, no Rio de Janeiro. Em um trabalho implementado em tempo recorde, a Estácio resgatou a regularidade dos estudos de mais de seis mil alunos, sendo quase dois mil só no curso de Medicina, e retomou sua prática nos hospitais públicos que tinha sido interrompida.

As instituições do Grupo ofertam cursos de Medicina com alto nível de desempenho acadêmico e, por isso, a Estácio foi escolhida pelo MEC (na primeira fase do Programa Mais Médicos) para implantar o projeto em quatro municípios: Angra dos Reis (RJ), Juazeiro (BA), Alagoinhas (BA) e Jaraguá do Sul (SC). Em dezembro de 2018, a instituição assinou termo de compromisso de execução (para a segunda fase do Programa) para implantar três novos cursos nas cidades de Castanhal (PA), Canindé (CE) e Quixadá (CE). Essa competência e experiência também se evidenciam na pós-graduação, com destaque para o Mestrado em Saúde da Família, oferecido pela Universidade Estácio de Sá, no Rio de Janeiro, e pelo elevado número de egressos que ocupam vagas de residência médica nas mais renomadas instituições hospitalares do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Btn Posts Anteriores