Marca Maxmeio

Notícias

_MG_0731


O empresário Sérgio Motta reuniu representantes de supermercados do Rio Grande do Norte na noite desta quinta-feira para apresentar a linha de ervas, especiarias, temperos secos e azeites premium KORU BRASIL. Os produtos são baseados na alimentação consciente (mindful eating) e com uma qualidade que não se encontra no mercado local, totalmente livres de glúten, sal, açúcar, glutamato monosódico, sem aditivos ou conservantes.

São 13 fórmulas de blends gourmet (misturas de ervas e especiarias – suplementos funcionais) da gastronomia dos quatro continentes, novos aromas, cores e sabores para a sua cozinha.

Foram desenvolvidos com base nos princípios da alimentação consciente, resultando em produtos de superior qualidade que possuem o potencial para melhoria do bem-estar e da saúde do consumidor, benefícios comprovados cientificamente.
Fundador da KORU BRASIL e PhD em Tecnologia de Alimentos pela Massey University da Nova Zelândia, Sérgio Motta verificou que a diversidade de ervas, especiarias, temperos secos e azeites disponíveis no mercado brasileiro, em especial no Nordeste, é limitada, de preço elevado e, eventualmente, de qualidade duvidosa. Isso dificulta a criatividade na cozinha doméstica e profissional. “Daí, surgiu a ideia de desmistificar e popularizar na casa de todos os brasileiros o uso desses ingredientes saborosos e funcionais, utilizados há milhares de anos por outras culturas. O que nos move é o desafio de ofertar aos brasileiros o que há de melhor em ervas, especiarias, temperos e azeites, 100% puros e naturais, com preço acessível. Os nossos produtos são como uma bomba aromática, colorida e saborosa de antioxidantes, vitaminas e minerais essenciais, possibilitando inovar na cozinha com saúde e bem-estar”, explicou o empresário.

COZINHA/SHOW ROOM
A fábrica KORU BRASIL possui no mesmo endereço o espaço KURAMA (batata-doce em língua Maori), uma cozinha de muito bom gosto, totalmente equipada, pronta para receber até 20 pessoas para cursos de gastronomia, teste de cardápios, degustações e os mais variados eventos. Neste espaço está também o showroom com produtos da fábrica boutique à venda. Além disso, os produtos KORU BRASIL poderão ser adquiridos em breve nos supermercados, empórios, lojas de conveniência e através da internet.

KORU BRASIL – fábrica, showroom e KURAMA (cozinha)
Endereço: Avenida Prudente de Morais, 5070, Lagoa Nova, Natal, RN, CEP 59063-200

 

Fortaleza, 19 de julho de 2017 – A reportagem “Os frutos da terra seca” (www.osfrutosdaterraseca.com), publicada no portal da Tribuna do Norte, é a vencedora do Grande Prêmio Nacional de Inovação no Nordeste do Prêmio Banco do Nordeste de Jornalismo em Desenvolvimento Regional. Os nomes foram conhecidos cerimônia realizada na sede do BNB, em Fortaleza, nesta quarta-feira, 19.

O evento foi prestigiado pelos principais gestores e funcionários do Banco do Nordeste e pelo diretor de Controle e Risco da instituição, Nicola Miccione, que representou o presidente Marcos Holanda, e lançou oficialmente a edição 2018 do projeto.

A matéria premiada no Grande Prêmio Nacional de Inovação é da jornalista potiguar Renata Moura e mostra o êxito da fruticultura em municípios do Rio Grande do Norte, apesar da estiagem. Ao todo, foram reconhecidos dez trabalhos jornalísticos, em nove premiações (em uma delas, houve empate entre dois trabalhos).

Nesta edição, o Prêmio Banco do Nordeste de Jornalismo recebeu 192 inscrições, que concorreram a R$ 183 mil, em nove premiações: Grande Prêmio Nacional de Inovação no Nordeste; cinco prêmios nacionais por mídia (texto em mídia impressa, iconografia, TV, rádio e internet); dois prêmios regionais e um extrarregional. As categorias prestam reconhecimento a trabalhos jornalísticos nacionais que retratem iniciativas exemplares de vertentes diversas do tema desenvolvimento regional.

Após o anúncio dos vencedores, os profissionais de imprensa participaram de coquetel e visita à exposição intitulada “Banco do Nordeste 65 anos – Fazendo a diferença na vida das pessoas”.

A mostra apresenta iniciativas inovadoras empreendidas nesse período em diversas áreas, desde a experiência pioneira de criação do Escritório Técnico de Estudos do Nordeste (Etene) como centro de excelência em pesquisas sobre a Região, até o estímulo ao empreendedorismo impulsionado por iniciativas inovadoras com o Hub Inovação Nordeste (Hubine).

Confira os vencedores da edição 2017 do Prêmio Banco do Nordeste de Jornalismo em Desenvolvimento Regional:

– Categoria GP Inovação: “Os frutos da terra seca” (Renata Moura e equipe; Portal Tribuna do Norte – RN)

– Categoria Nacional Texto: “Conviver e preservar, conviver e produzir” (Maristela Crispim e Fernando Maia; Diário do Nordeste – CE)

– Categoria Nacional Texto: “Jovens empreendedores rurais” (Maristela Crispim – Diário do Nordeste – CE)

– Nacional Iconografia: “À espera de Francisco” (Fabio Lima – O Povo – CE)

– Nacional TV: “Campo Além da Crise – Empreendedorismo na Bahia” (Matheus Batista  Boa Sorte e equipe – TV Aratu – BA)

– Nacional Rádio: “Gurinhém, Paris e Japão” (Hebert Araujo – Rádio CBN João Pessoa – PB)

– Nacional Internet: “O coletivo tá na moda” (Jéssica Welma de Assis Gonçalves – Tribuna do Ceará – CE)

– Regional I: “Como será a transposição” (Luciana Pimenta, Cláudio Ribeiro, Gil Dicelli, Guabiras e Pedro Turano – O Povo – CE – Iconografia)

– Regional II: “Novas Sertanejas” (Aline Guedes – Band News FM – PB)
– Extrarregional: “Mulheres de Fibra” (Luiz Ribeiro dos Santos – Estado de Minas – MG)

27012017-_MG_6773

No nosso Banco de Imagens encontra-se o maior acervo de fotografias do RN na internet. Para encontrar mais fotos tanto da ZN como de outros lugares só fazer busca em www.csfotojornalismo.net

Lembrando que as fotos estão a disposição para venda.

Crianca_5745

No próximo dia 21 de julho, será realizada em todo o Brasil, a XI Campanha Nacional “Criança Não é de Rua” e, em Natal, quem vai sediar esta mobilização é a ONG Atitude Cooperação juntamente com o CEDECA (Centro de Defesa da Criança e do Adolescente), Fórum DCA, COMDICA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente), CONSEC (Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente), Pop Rua e outras instituições que trabalham em prol das crianças e adolescentes do Rio Grande do Norte. A ação acontece das 9h às 12h e será aberta ao público.

A programação para este dia inclui: roda de conversa com vários temas relacionados a campanha, às 9h na sede da ONG e, a partir das 10h, será realizada panfletagem  no semáforo da Avenida Mor Gouveia que liga os bairros de Bom Pastor e Felipe Camarão.

O intuito da Campanha é envolver e mobilizar a comunidade em um tema de extrema importância, visando atingir os governos para que estes direcionem seus olhares para os jovens que crescem desprotegidos e abandonados, nas ruas da nossa cidade. Assustadoramente, mesmo após os 24 anos da “Chacina de Candelária” no Rio de Janeiro, o Brasil não tem o número de crianças e adolescentes que vivem em situação de rua.

O país e seus governantes precisam saber quem são, onde estão, como vivem e quantos vivem em tal realidade. Essas e outras informações são fundamentais para diminuir a invisibilidade, o preconceito e as violações dos direitos desses jovens e suas famílias.

Sobre a Ação Nacional Criança Não é de Rua

A Ação Nacional Criança Não é de Rua é uma mobilização em defesa dos direitos das crianças e adolescentes que vivem em situação de rua. Realizada anualmente, adotou o dia 23 de julho como um marco memorial da “Chacina da Candelária”, ocorrida no Rio de Janeiro em 1993. Teve início em Fortaleza em 2007 e depois passou a ser realizada em diversas cidades Brasileiras.

Este ato público tem o objetivo de chamar a atenção da sociedade, dos governos e da mídia para a tragédia cotidiana e invisível de crianças e adolescentes vivendo nas ruas e dizer que isto é vergonhoso e inaceitável. Um dos símbolos importantes da ação é uso de papelões. Em algum momento do Ato, os participantes deitam sobre eles em silêncio para lembrar os meninos e meninas que continuam a dormir embaixo das marquises.

Serviço

Campanha Nacional Criança não é de Rua

Data: 21 de Julho de 2017

Horário: das 9h às 12h

Local: ONG Atitude Cooperação (Av. Capitão Mor Gouveia, 436 – Felipe Camarão)

 

Foto: Kid Júnior

Agradecemos pela divulgação!


G7 Comunicação

Lei3329

O prefeito de Natal, Carlos Eduardo, sancionou nesta segunda-feira (17), a Lei 6.697, que obriga os estacionamentos de veículos, remunerados ou não pela prestação dos serviços, a afixarem placas informativas comunicando aos clientes que tais estabelecimentos são sim responsáveis pelos danos ocorridos aos veículos que estejam sob seus cuidados, e informando também que os mesmos estão proibidos de cobrar qualquer tipo de multa aos consumidores. A lei publicada no Diário Oficial do Município desta terça-feira (18) é de autoria do vereador Kleber Fernandes.

Para o vereador pedetista, a sanção da lei é de suma importância para todos os  natalenses. “É importante que os estacionamentos da capital potiguar procurem se adequar o quanto antes às normas estabelecidas no projeto. Não só em virtude da lei sancionada, mas como pelo respeito e tratamento ético que esses estabelecimentos devem ao consumidor, já que, esta obrigatoriedade também encontra respaldo e consonância na Lei Federal nº 8.078/90, Código de Defesa do Consumidor e a súmula 130 do STJ; e no artigo 39, V, do Código de Defesa do Consumidor”, aconselha o parlamentar.

 

O texto da lei também determina a colocação de placas para alertar os motoristas sobre a proibição da cobrança de multa. Elas devem ficar na entrada dos estacionamentos, em local de fácil visualização. Além disso, devem manter a metragem mínima de 30cm (trinta centímetros) de largura por 50cm (centímetros) de comprimento. Os estacionamentos têm prazo de 60 dias para adequação. Após este prazo, o descumprimento poderá gerar multa.

A TV Assembleia e o Goiamum Audiovisual promoverão na próxima sexta-feira (21), a partir das 10h, no auditório Cortez Pereira da Assembleia Legislativa, um encontro sobre as oportunidades abertas no mercado do audiovisual brasileiro. Destinado a estudantes, profissionais de comunicação e do setor do audiovisual, além de produtores culturais, o evento contará com uma palestra do jornalista e consultor em transmídia, Israel José do Vale, e terá entrada franca.

A proposta é abordar os impactos econômicos no setor audiovisual e inspirar reflexões sobre o potencial criativo no desenvolvimento econômico do país. Vale também apresentará as diversas linhas e editais de financiamento para a produção de audiovisual para estudantes, profissionais e veículos de comunicação, incluindo emissoras públicas.

QUEM É ISRAEL DO VALE?  Israel do Vale é jornalista, com 30 anos de carreira. É membro da executiva nacional do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação. Foi presidente da Rede Minas (TV pública de MG) e da ABEPEC (Associação Brasileira de Emissoras Públicas Educativas e Culturais). Fez parte da equipe que implementou a operação da TV Brasil no RJ. Trabalhou em veículos de circulação nacional como Folha de São Paulo, O Estado de S. Paulo, revista Veja, dentre outros. É curador nas áreas do audiovisual e da música, consultor em transmídia, TV digital e em políticas públicas de comunicação e cultura.

rg_5536

 

A partir desta quarta-feira (19), o atendimento para emissão de carteira de identidade na Central do Cidadão do Via Direta terá horário ampliado, passando a funcionar das 9h até as 19h. Esse serviço era oferecido até as 14h30.

Na Central do Cidadão do Alecrim, o horário também será ampliado: para primeira via, o atendimento será das 7h às 17h e para segunda e terceira vias, das 7h às 14h.

Segundo o coordenador das Centrais, Clênio Maciel, essa ampliação no horário de atendimento faz parte de uma série de mudanças realizadas pela Secretaria de Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sethas) para melhorar o atendimento aos usuários.

 


Assessoria de Comunicação – Sethas/RN

O Over Colégio e Curso inicia no dia 7 de agosto a Revisão ENEM 2017. Ao todo, serão 13 semanas de aula, nos meses de agosto, setembro, outubro e novembro. Os encontros serão realizados na unidade 1 do Over, na avenida Nascimento de Castro, em Lagoa Nova, cinco vezes por semana e em três turnos (manhã, tarde e noite). Alunos do Over têm desconto de 10% no valor da mensalidade da Revisão.

No preparatório, serão trabalhadas as disciplinas de Física, Matemática, Química, Geografia, História, Linguagens/Redação, Biologia e Filosofia/Sociologia, com os professores Carlos André, Lauro Jr (CE), Raine e Ederçon; Jeff, Adilson e Lousano; Thiago Magalhães (CE), Iara e Kleyton; Agenor, Marcos Lupi e Paulo Roberto; Bruce Lee, Felipe e Kleiton (CE); Jason e Will; Evandro, Rafael Marques, Adriano Stw e Rodrigo; e Phillipe, respectivamente.

O investimento varia de R$ 350 a R$ 450, dependendo do turno escolhido. O material didático está incluso no valor. Mais informações: (84) 3231-1001 / 98723-8629.

Municipio de Areia Branca - RN

Municipio de Areia Branca – RN

O governador Robinson Faria se reuniu no final da tarde desta segunda-feira, 17, no auditório do Sesi em Mossoró, com representantes da indústria salineira no Rio Grande do Norte, atividade que produz 96% do sal brasileiro.

Participar desta reunião aqui em Mossoró mostra a importância que o governador dá à questão do sal e aos pleitos dos empresários do setor. Venho trazer o meu total e irrestrito apoio àqueles que trabalham na cadeia do sal no Rio Grande do Norte, uma das principais atividades da nossa economia. Atividade que vem sofrendo injustiças ao longo do tempo, com a redução da alíquota para importação de sal produzido no Chile e com as restrições impostas pela legislação federal. Os salineiros hoje são sobreviventes. O que precisar ser feito para reverter as dificuldades terá o meu apoio e da equipe do nosso Governo que é parceiro dos salineiros do RN”, afirmou Robinson Faria, lembrando que assinou a concessão de incentivos fiscais ao setor com vigência para os quatro anos do seu mandato.

Robinson Faria reconheceu que hoje há um impasse na cadeia produtiva do sal no RN. E considerou que “a luta para defender a indústria salineira é suprapartidária e deve contar com apoio de toda a classe política do Estado. “Essa luta deve estar acima dos partidos. E requer muita ousadia de todos nós, para que possamos convencer autoridades e órgãos federais a retirar as barreiras que estão nos prejudicando”.

O Governador se comprometeu a marcar audiência com o presidente da República para tratar do pleito dos salineiros. “Vou solicitar a audiência ao Presidente e que ele inclua na reunião a presença do ministro do Meio Ambiente. Importante também que a nossa Assembleia Legislativa e as Câmaras Municipais de Mossoró e municípios produtores de sal aprovem leis colocando a atividade como de interesse social. Isso reforçará nossa luta”, recomendou.

O chefe do Executivo também defendeu a união pela recuperação do Porto Ilha em Areia Branca, por onde grande parte do sal é embarcado com destino a outros países e aos demais estados brasileiros.

O PROBLEMA

Os produtores de sal no RN alegam dificuldades para a produção com a restrição, pelo novo Código Florestal, de áreas ocupadas há décadas, conhecidas como “apicuns” e “salgados” para proteção ambiental. Eles também defendem que a indústria salineira seja reconhecida como atividade de interesse social em âmbito nacional, pela sua importância para as indústrias alimentícia, química e para a purificação de água.

O setor pede apoio político para modificar o atual Código Florestal que proíbe áreas de “apicuns e salgados” – margens de mananciais de água para a produção de sal. Para isso será preciso mudar a lei federal.

Para vereadora em Mossoró Sandra Rosado, “é preciso uma grande mobilização e apoio político da bancada federal do RN, para modificar a lei, que, como está, vai restringir muito a nossa atividade, inclusive reduzindo a produção e os empregos gerados”, disse.

A deputada estadual Larissa Rosado destacou a importância da atividade da produção de sal tanto econômica como social, vez que gera 15 mil empregos em Mossoró e região. Ela lembrou que a Assembleia Legislativa apoia a luta em favor da indústria salineira, externada através de uma moção de apoio. “Precisamos fortalecer a produção do sal, até para mantermos e ampliarmos uma indústria que movimenta a economia e oferta empregos e renda”, enfatizou.

O secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico, Flávio Azevedo defendeu a união dos vários setores da sociedade e considerou que o pleito do setor “é de fundamental importância para a manutenção das atividades”. Ele acrescentou que é preciso fortalecer a luta dos empresários e orientou a elaboração por eles de um estudo técnico-jurídico para justificar o pleito e convencer as autoridades federais para a mudança.

Azevedo destacou que esse estudo irá fortalecer os argumentos do Governo do Estado e da classe política do RN junto aos organismos e gestores federais. O secretário de Desenvolvimento Econômico sugeriu que o estudo técnico-jurídico seja feito pela Universidade Federal do Semi-árido – UFERSA.

Diretor-presidente do Instituto do Desenvolvimento do Meio Ambiente – Idema, Rondinelle Oliveira, reforçou o apoio à indústria salineira na atual gestão, com a agilidade na liberação de licenças, e destacou a importância da atividade se adequar às normas legais. Ele lembrou que o Código Florestal abre exceções para ocupação de áreas de interesse social e isso deve ser um dos pontos de sustentação para justificar o pleito de alteração na legislação. “É possível que o Estado atue para favorecer o desenvolvimento de forma sustentável, sem entrar em conflito com outras instâncias e órgãos federais encarregados de fiscalizar as normas e fazer cumprir a legislação”, registrou Rondinelle.

Também compareceram à reunião a prefeita de Mossoró, Rosalba Cialrlini, os deputados estaduais Galeno Torquato e José Dias. O senador Garibaldi Filho, a presidente da Câmara de Vereadores de Mossoró, Isabel Montenegro, o presidente do Siesal, Francisco Souto Filho, e o representante da Federação das Indústrias do RN – Fiern, Hélder Maranhão, além de empresários e representantes políticos de municípios vizinhos produtores de sal.

 

DCIM100MEDIADJI_0105.JPG