Marca Maxmeio

Notícias

Dor no peito, falta de ar ou cansaço são sintomas comuns do infarto, mas podem significar também uma doença rara: cardiomiopatia de Takotsubo, ou síndrome do coração partido como é mais conhecida, normalmente diagnosticada com origem psicológica.

Estudos hemodinâmicos –  exame realizado para identificar obstruções nas artérias coronárias –  mostram que, durante a síndrome, os ventrículos do coração não contraem corretamente, simulando um infarto do miocárdio e resultando numa imagem semelhante a um coração partido.

Segundo o cardiologista do Hapvida, Drº André Antoneangelo, o estresse emocional e físico são alguns dos fatores que impulsionam o surgimento da doença. “Uma separação ou após o falecimento de um familiar, perda do emprego, um acidente automobilístico com graves consequências, podem contribuir para o aparecimento da síndrome”, disse o especialista.

Geralmente, a doença afeta mais as mulheres com idade perto dos 40 anos. Atividades físicas ajudam na prevenção.  Além dos sintomas já mencionados, o paciente pode apresentar também dificuldade para respirar; tonturas e vômitos; perda de apetite ou dor no estômago; dificuldade para dormir.

Apesar de não existir tratamento específico para síndrome do coração partido, os medicamentos mais utilizados são os indicados nos casos de insuficiência cardíaca grave associada ao infarto do miocárdio. Técnicas de relaxamento e meditação também podem trazer alguns benefícios, já que trata-se de uma cardiomiopatia induzida por estresse.

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), solicitou prioridade do Governo Federal para as obras de duplicação da BR-304 – conhecida como Reta Tabajara -, considerada uma das rodovias mais importantes do Estado. O pedido foi feito diretamente pelo parlamentar aos ministros Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) e Fábio Faria (Comunicações).

“Estamos na luta pela duplicação da BR-304. Mais do que desenvolvimento, essa e´ uma questão de respeito a` vida! Com dois ministros potiguares no Governo Federal e a unia~o dos poderes, acredito que essa e´ a chance de tirar esse sonho do papel. Conversei com os ministros Rogério Marinho e Fábio Faria e solicitei que essa demanda seja tratada como prioridade. A população do RN pode contar com a nossa força e luta para defender essa obra que será´ um divisor de águas para o nosso estado”, disse Ezequiel.

A duplicação da Reta Tabajara é apontada como fundamental para diminuir o número de acidentes na rodovia federal ao facilitar o fluxo de 70 mil veículos que trafegam todos os dias pelo local.

As obras de duplicação da rodovia estão sob a responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT). Os serviços no Rio Grande do Norte têm previsão de término para dezembro de 2021. O valor do empreendimento, incluindo a construção da rodovia, as desapropriações e a supervisão ambiental, é de aproximadamente R$ 237,4 milhões.

Até o início deste mês, as equipes da Autarquia executaram a camada final de placa de concreto na pista nova para duplicação da rodovia, além das camadas de sub-base e base nos demais segmentos da pista em construção.

Também estão sendo feitos serviços de terraplenagem em diferentes frentes, sinalização das pistas direita e esquerda do trecho já duplicado e drenagem profunda.

Ainda falta para a conclusão da obra a construção de vias marginais do trecho da rodovia já duplicado, a execução da camada de concreto nos 9 quilômetros da nova pista, a restauração dos 17 quilômetros da pista simples existente e o viaduto na Travessia de Macaíba.

A temporada “dos ventos altos” no Nordeste brasileiro tem feito a produção de energia eólica bater recordes de produção inéditos em 2020. Somente na primeira semana de agosto, o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) registrou três picos de geração média de energia na região oriundas dos parques eólicos.

O mais recente aconteceu no dia 06 de agosto, quando a força do vento chegou a produzir 9.049 MW médios. Essa capacidade é suficiente para abastecer o equivalente a 94,4% da demanda elétrica dos nove estados nordestinos, por exemplo. Os outros desempenhos excepcionais foram registrados no dia 05, com a geração de energia eólica média de 8.854 MWmed, e no dia 02, de 8.780 MWmed. Ao alcançar picos de geração eólica, os estados da região passam a depender menos de outras fontes de energia, como a hídrica e a térmica, se tornando autossuficientes.

A Neoenergia, controladora da Cosern, responde por cerca de 5% da geração de energia eólica no Nordeste com 44 parques, sendo 17 em operação nos estados do Rio Grande do Norte, Bahia e Paraíba com capacidade instalada de 516 MW (suficiente para abastecer mais de 1,1 milhão de residências) e outros 27 em construção no Piauí, Paraíba e Bahia.

“Até 2022, a nossa capacidade instalada de geração com a entrada em operação desses novos parques será de 1,5 GW, quantidade suficiente para atender o consumo de 10 milhões de pessoas – ou a população de um país como Portugal, por exemplo”, explica Diogo Mariga, Superintendente de Operação e Manutenção de Renováveis da Neoenergia.

“O vento é uma fonte de energia limpa e renovável, que não emite poluentes em sua operação. Dessa forma, a temporada de ventos altos como a que estamos vivendo no Nordeste em 2020 potencializa os benefícios da energia eólica a diminuir ainda mais a emissão de gases de efeito estufa, lembra Mariga.

O investimento da Neoenergia em geração eólica está alinhado com o compromisso da Iberdrola em contribuir no combate às mudanças climáticas. As fontes renováveis – hidrelétrica e eólica – representam 86,8% da geração de energia na Neoenergia. Em 2022, esse valor deve chegar a 90%, superando o perfil brasileiro. Com isso, a empresa se alinha às metas dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) previstos pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Para saber mais

Por que venta tanto no Nordeste?

A radiação solar sobre a terra, a diferença de temperatura entre a linha do Equador e os trópicos, a temperatura das águas dos oceanos e o relevo da regiões estão entre os fatores que contribuem para o aumento da intensidade e da qualidade dos ventos que sopram sobre o Nordeste e que resultam no melhor aproveitamento da geração eólica.

Especificamente na região, a melhor qualidade dos ventos em termos de direção, velocidade e densidade ocorre influenciada também pelo fenômeno climático chamado El Niño. Ele é caracterizado pelas temperaturas mais quentes do Oceano Pacífico Equatorial – o que gera uma melhora da geração eólica, já que durante esses períodos ocorre uma menor precipitação na região, favorecendo a produção de energia através dos ventos.

Fotos: Canindé Soares/Neoenergia/Divulgação

  • SOBRE A NEOENERGIA: companhia de capital aberto com ações (NEO3) negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo. Parte do grupo espanhol Iberdrola, a empresa atua no Brasil desde 1997, sendo atualmente uma das líderes do setor elétrico do país. Presente em 18 estados, seus negócios estão divididos nas áreas de geração, transmissão, distribuição e comercialização. As suas distribuidoras, Coelba (BA), Celpe (PE), Cosern (RN) e Elektro (SP), atendem a mais de 14 milhões de clientes, o equivalente a uma população superior a 34 milhões de pessoas.

A Neoenergia possui 4 GW em geração, sendo 88% de energia renovável, e está implementando mais 1 GW com a construção de novos parques eólicos. Em transmissão, são 685,2 km de linhas em operação e 4.862 km em construção. Por meio do Instituto Neoenergia, fomenta o desenvolvimento sustentável a partir de ações socioambientais e, assim, contribui para a melhoria da qualidade de vida das comunidades onde a empresa atua, sobretudo, pessoas mais vulneráveis, visando sempre pelo desenvolvimento sustentável.

O deputado estadual Kleber Rodrigues (PL) apresentou Projeto de Lei na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte sobre a prioridade de vagas nas escolas de tempo integral da rede pública de ensino às crianças em situação de vulnerabilidade no Rio Grande do Norte. De acordo com o texto, a prioridade consiste na garantia de matrícula na série procurada pelo aluno, condicionada ao quantitativo de vagas ofertadas.

Conforme o PL nº 259/2020, são consideradas vulneráveis as crianças que se encontrem nas seguintes situações: abuso e maus-tratos na família ou nas instituições de acolhimento; exploração e abuso sexual; abandono e/ou negligência; trabalho abusivo e explorador; tráfico de crianças; acolhidas em abrigos geridos pelo poder público ou em instituições privadas sem fins lucrativos devidamente cadastradas junto ao Estado; em situação de rua e, depois de previamente triados pelo poder público, inseridos em programa de acolhimento familiar ou institucional; e outras situações previstas em lei.

Para o deputado propositor do Projeto de Lei, garantir esse direito de prioridade na matrícula a essas crianças representa a concessão de uma oportunidade de superação e de busca efetiva da cidadania através da educação. “Significa afastá-los de uma situação indigna de vida e oferecer meios para que possam mudar o futuro, visto que a escola em tempo integral vai trazer uma maior exposição de estudantes ao serviço de educação e um menor tempo de exposição aos riscos”, justificou.

Aconteceu nesta quinta-feira (24) no SERHS Natal Grand hotel & Resort, o I Encontro do ano de 2020 dos Profissionais do Turismo de Natal. Evento idealizado e promovido pela jornalista Cristina Lira, há 9 anos, onde uma vez por mês se reúnem num jantar  palestrantes e profissionais da área para troca de ideias e networking. O evento foi inédito com o Secretário de Turismo de Natal Johan Alves Xavier como palestrantes e cada participante dando seu depoimento sobre o período da pandemia. O encontro foi aberto para interessados ao custo de R$55,00. Foi obrigatório o uso de máscaras e distanciamento conforme todos os padrões.

O Encontro dos Profissionais do Turismo com Cristina Lira já aconteceu em 7 cidades do Brasil, em Roma, na Itália em 2018 e há quatro anos acontece em Portugal, Lisboa e Porto. Em 2021, será a vez da Vila de Golega receber o evento. Golega na região do Ribatejo é conhecida como a capital do cavalo lusitano e pela festa nacional do cavalo.

O Instituto Técnico-Cientifico de Pericia (ITEP) estabeleceu uma portaria regulamentando os casos de isenção para emissão de Carteira de Identidade no órgão, que é vinculado à Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed). O diretor-geral Marcos Brandão explica que a novidade é a regulação dessa gratuidade para as pessoas mais carentes, adotando critérios para acesso ao benefício daquelas pessoas inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) e com renda per capita de até R$ 178,00.

“Nos demais casos o direito da isenção já existia, mas o inovador é a regulação da isenção para população pobre”, reforça Marcos Brandão, a respeito da portaria que foi publicada no “Diário Oficial do Estado” desta terça-feira (22).

O diretor informou que em época regular de atendimento ao público, quando não havia as dificuldades impostas pela pandemia do novo coronavírus, o universo de pessoas atendidas pela isenção na cobrança da Carteira de Identidade, chegava a pelo menos 39%.

O Itep concede isenções na emissão de Carteira de Identidade no caso da primeira via e na emissão da segunda via para pessoas que tiverem documentos perdidos ou danificados por ocasiões de enchentes no território do Rio Grande do Norte, o mesmo ocorrendo para as vítimas de roubo ou furto, caso no qual o interessado deverá requerer a segunda via dentro do prazo de 30 dias a partir do evento, apresentando boletim de ocorrência, identificando o documento furtado ou roubado.

Para aquelas pessoas inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal, o interessado precisará apresentar cópia do registro do programa e ter renda per capita de até R$ 178,00. O serviço é feito em qualquer posto de atendimento do ITEP: nas Centrais do Cidadão, conforme o horário de funcionamento da central, ou na sede do órgão, na Ribeira (Av. Duque de Caxias, 97), das 8h às 13h.

Pesquisa divulgada pelo Blog do BG nesta terça-feira, 22 de setembro, mostra Kelps dobrando de tamanho na preferência do eleitoral que vai escolher o futuro prefeito de Natal.

Enquanto em agosto Kelps tinha 3,5%, agora em setembro Kelps chega aos 6,7%.

“Há cerca de um ano, em praticamente todas as pesquisas, nosso nome vem polarizando com o prefeito Álvaro Dias. Ele com a máquina da Prefeitura moendo em primeiro e a gente sempre ali em segundo. É um quadro que eu diria consolidado. Provavelmente, sairemos juntos para o segundo turno no próximo dia 15 de novembro”, avalia Kelps.

“No segundo turno, a vantagem dele desaparece. Seremos só nos dois. Eu e ele. E o peso da máquina diminui consideravelmente porque a vigilância sobre o uso dos mecanismos públicos para inflar o candidato do poder estarão muito mais focados”, explica Kelps.

Atividade do projeto UrbanoCine abordará conceitos básicos de produção cinematográfica e acessibilidade no audiovisual 

Os interessados em participar da oficina gratuita sobre cinema inclusivo, promovida pelo projeto UrbanoCine, têm apenas mais alguns dias para se inscrever. A ação, que tem como objetivo proporcionar a jovens, com e sem deficiência visual, conceitos básicos sobre produção cinematográfica, será realizada de forma totalmente online e o prazo de inscrições encerra-se no próximo dia 23 de setembro, às 23h59.

As atividades serão realizadas no período de 1 a 29 de outubro, com aulas às segundas e quintas, das 19h às 20h30. O conteúdo contará com acompanhamento pedagógico, além dos recursos de acessibilidade comunicacional e tecnologia assistiva (audiodescrição), e abordará os seguintes eixos temáticos: Narrativas Sensoriais, Sobrevivência Cinematográfica, Construção Sonora e Acessibilidade.

Ao final do curso, os participantes receberão um certificado de participação e os curtas desenvolvidos irão compor a programação da Mostra Urbanocine 2020, prevista para o mês de novembro.

As inscrições estão disponíveis para residentes em todo o Brasil, com idades entre 16 e 21 anos. Para participar do processo de seleção, o candidato deverá informar seus dados e uma breve carta de motivação na ficha disponível neste link: http://abre.ai/oficinaurbanocine2020

No total, serão selecionados 40 (quarenta) participantes e o resultado final será publicado no dia 25 de setembro, no site urbanocine.com.br e nas mídias sociais do projeto.

Para mais informações, confira o regulamento completo neste link abre.ai/RegulamentoOficinaUrbanocine2020, acesse o site https://urbanocine.com.br/oficinas/ ou entre em contato através do e-mail: contatourbanocine@gmail.com.

Sobre o Urbanocine

O UrbanoCine é um projeto que visa democratizar o acesso ao cinema através de exibições de filmes em espaços públicos e realização de oficinas de audiovisual, desde 2013, desenvolvendo um trabalho especialmente voltado às regiões periféricas, contando com parceiros, além de atuar com a oferta de oficinas de audiovisual em parceria com diversas instituições, já tendo realizado em muitos bairros de Natal como Passo da Pátria, Rocas, Santos Reis, Conjunto Pirangi, Ribeira, além das oficinas de cinema acessíveis realizadas na Escola Estadual Newton Braga, no bairro do Alecrim.

Em 2020, devido ao contexto atual de isolamento social, para além dos ambientes físicos, a iniciativa continuará a ocupar os espaços públicos através do meio virtual, para dialogar sobre cinema, educação e acessibilidade comunicacional. Nesta edição, o projeto vai oferecer oficinas de cinema acessíveis a jovens e adolescentes da rede pública, com foco em estudantes com ou sem deficiência visual.

Através da utilização de recursos de acessibilidade comunicacional como a audiodescrição, o projeto acredita que é possível promover o acesso a jovens cegos e com baixa visão na fruição e realização artística – o que afeta positivamente a noção de representatividade, ampliando a dimensão da acessibilidade comunicacional e cultural.

Idealizado pela Ilha Deserta, o Projeto Urbanocine conta com o patrocínio do Governo do Estado, através da Fundação José Augusto via Lei Câmara Cascudo e da Cosern e iniciativa do Instituto Neoenergia.

A presença do fenômeno La Niña pode provocar pancadas de chuvas nas madrugadas na faixa litorânea leste

A estação primavera 2020 chega, nesta terça-feira (22) às 10h31, no hemisfério sul do planeta. De acordo com as análises da equipe da Unidade Instrumental de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), o potiguar vai sentir, com o passar dos dias, a elevação da temperatura que deve variar entre 29°C a 31°C, a partir do mês de outubro e possibilidade de ocorrência de chuvas durante as madrugadas na faixa litorânea leste.

As análises apontam a ocorrência de resfriamento das águas superficiais do Oceano Pacífico Tropical, indicando a presença do Fenômeno La Niña. “A estação da primavera neste ano terá a circulação dos ventos mais intensificada, o que poderá manter as temperaturas com valores um pouco abaixo do normal e com mais possibilidades de ocorrência de pancadas de chuvas durante as madrugadas na faixa litorânea leste do RN devido a influência do sistema de brisa”, explicou o chefe da Unidade, Gilmar Bristot.

No início da estação, que segue até 21 de dezembro, as temperaturas não serão muito elevadas pois as condições climáticas não apresentarão mudanças significativas aqui no RN. “Em todas as regiões do estado, a variável que define o clima, a chuva, praticamente estará ausente, uma vez, que esta época do ano é o período de estiagem”, explicou o chefe da Unidade, Gilmar Bristot.

Como é característico da estação, os dias ficarão mais longos do que as noites, as temperaturas vão aumentar e o vento na costa leste do Nordeste tende a diminuir com o enfraquecimento do centro de Alta Pressão do Atlântico Sul.

Bristot, alerta que a umidade relativa do ar, nas regiões do interior apresentarão queda ficando em média abaixo de 50%. “Em determinados horários do dia, a umidade vai atingir concentrações ainda menores, por exemplo no interior do Estado, no período da tarde, onde a temperatura atinge valores máximos- sendo muito quente e seco durante o dia e a umidade do ar com valores mínimos”, completou.

 

O Ministério da Agricultura divulgou este final de semana, a chegada da primeira carga de melão exportado pelo Rio Grande do Norte para a China. A carga somou no total, cerca de três toneladas de melão pele de sapo produzidos no município de Mossoró/RN.

Em janeiro deste ano, o Estado recebeu a comitiva chinesa, que com o apoio do IDIARN, inspecionou o melão produzido no RN. Durante os cinco dias de visita foram realizadas diversas atividades, como a inspeção do trânsito vegetal verificando a documentação exigida por lei, que comprova a eficácia dos procedimentos e do trabalho de fiscalização realizado pelo IDIARN.

“Esta conquista, que vinha sendo pautada há muitos anos, foi garantida devido a dedicação de todo o corpo técnico do IDIARN e do apoio do Governo do Estado. Comprovando que o trabalho que a gente faz no Instituto, de fiscalização do trânsito e nas propriedades produtoras, com equipe técnica sempre presente, acompanhando os produtores, com todos os procedimentos que os chineses exigem, foi bem feito e, agora, reconhecido”, explicou Magnos Lacerda, diretor de Defesa e Inspeção Sanitária Vegetal do IDIARN.

O Rio Grande do Norte é um dos maiores produtores de melões do país e já possui acordo de exportação com países como Estados Unidos, Chile, Argentina, Holanda, Portugal, Dubai, Rússia, Alemanha e Espanha.