Marca Maxmeio

Notícias

A submissão conjunta entre Interjato e IFRN para pesquisa e inovação foca em soluções e tecnologia IoT

O poder público atuar como fomentador da inovação, ciência e tecnologia é tendência no mundo inteiro. Um ambiente aberto para inovação traz reflexos positivos para sociedade com o aumento da qualidade de vida das pessoas, redução do custo da tecnologia e criação de empregos através do desenvolvimento econômico e maior competitividade.

Nesse contexto nacional que ainda tem um desenvolvimento tímido no setor, a Interjato Soluções reforça o compromisso com a inovação através do desenvolvimento de um projeto com o Centro de Competências em Soluções Livres (CCSL) do IFRN. O projeto ‘MDA 4.0 – Marketplace de dados para o Agro 4.0’ foi aprovado no edital do FINEP, empresa vinculada ao Ministério da Ciência e Tecnologia, com verba de 3 milhões de reais para a inovação. A iniciativa tem contrapartida com aporte financeiro da Interjato e desenvolvimento durante três anos.

O projeto foi tema de reunião nesta terça-feira (15). O CEO da Interjato Soluções, Erich Rodrigues, foi recebido pelo Reitor do IFRN, José Arnóbio de Araújo Filho, pelo Pró-Reitor de Pesquisa e Inovação (PROPI), Avelino Aldo de Lima Neto e pelo professor Moisés Souto, coordenador do CCSL-IFRN e assessor de Projetos da PROPI-IFRN.

Projeto MDA 4.0
O MDA 4.0 vai trabalhar uma plataforma web para troca de dados agroambientais, utilizando tecnologias como Internet das Coisas (IoT) e computação na nuvem (cloud computing) combinadas ao serviço de software definido por rádio (SDR), que permitem a criação e comercialização dessas informações, gerando conhecimento que podem ser usados para otimizar sistemas transversais à agricultura e pecuária de precisão 4.0.

“Vamos trabalhar a partir de uma plataforma madura já desenvolvida e expandir essa capacidade. Isso tem uma importância especial em um estado que tem na fruticultura irrigada, agricultura, pecuária e carcinicultura como atividades econômicas relevantes. Na prática, esses dados amplos podem ser utilizados em tempo real por um especialista para dar orientações técnicas e melhorar a produtividade, por exemplo. Além de trazer um melhor desempenho e mais eficiência em todo processo”, explica Erich Rodrigues, CEO da Interjato Soluções.

Os elementos iniciais da geração de dados para a plataforma serão do projeto Samanaú, do CCSL-IFRN. A coleta das informações meteorológicas será adaptada para fazer acompanhamento de outras referências além de pressão atmosférica, umidade, radiação ultravioleta, intensidade luminosa, índice pluviométrico, possibilitando que múltiplos fabricantes de diferentes naturezas possam negociar seus dados. Para isso, o modelo de marketplace será aplicado, uma estratégia que interliga oferta e demanda de produtos ou serviços, de forma a conectar essas negociações.

O reitor do IFRN, José Arnóbio de Araújo Filho, comentou a parceria entre pesquisa acadêmica e mercado de trabalho: “A academia precisa quebrar um pouco desse paradigma de não discutir com o setor produtivo, porque é no setor produtivo, na ponta, que o nosso aluno vai se inserir. É um paradigma que foi construído historicamente que precisa e pode ser quebrado”, destacou.

Para o pró-Reitor de Pesquisa e Inovação (PROPI), Avelino Aldo de Lima Neto, o impacto institucional do MDA 4.0 é considerado positivo: “Essas parcerias precisam impactar socialmente. O projeto abrange vários campi do IFRN e esse é o nosso interesse, de atingir toda territorialidade do Rio Grande do Norte em diálogo com o setor produtivo e por isso nos colocamos à disposição para essa e para futuras parcerias”, disse.

O professor Moisés Souto, coordenador do CCSL-IFRN e assessor de Projetos da Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação (Propi – IFRN), enfatizou que além da resultados práticos da pesquisa desenvolvida, o MDA 4.0 “também contribui para alimentação da cadeia produtiva de inovação e inclui a formação dos nossos estudantes através de uma experiência prática, é a qualificação de profissionais especializados”, explica.

“Ficamos muito satisfeitos com a aprovação no edital do FINEP. A iniciativa do nosso projeto além de contribuir com o ecossistema de inovação local e reforçar o compromisso da Interjato nesse quesito, mostra uma aplicação prática da premissa da tríplice hélice, conceito que acreditamos e que traz a articulação entre academia, iniciativa privada e o poder público com reflexos positivos para sociedade”, concluiu Erich Rodrigues, CEO da Interjato Soluções.

Sobre a Interjato Soluções https://interjato.com.br/
Com a missão de prover as melhores tecnologias para integração digital, a Interjato Soluções é referência para soluções em conectividade, videomonitoramento inteligente, cloud computing e telefonia, além de projetos personalizados para clientes públicos e corporativos, com soluções aplicadas em toda região Nordeste.

Sobre a plataforma Samanaú
A plataforma Samanaú é uma solução desenvolvida pelo CCSL-IFRN que é composta por três produtos, projetados para atender as demandas por coleta de dados com baixo custo e alta capilaridade. O Samanaú.PCD, o Samanaú.TX e o Samanaú.WEB formam a estrutura que coleta dados meteorológicos de forma flexível, sustentável, com baixo custo e alta resolução, com possibilidade de aplicação em diversas áreas do setor produtivo, como agricultura, monitoramento de ambientes corporativos, aplicações industriais, geologia ou combate a endemias, por exemplo. A principal característica desse projeto é o baixo custo final de aquisição, que permite sua utilização em larga escala para redes de coleta de dados de “malha fina“, ou seja, com a possibilidade de adquirir dados em alta resolução.

Novo decreto passa a vigorar a partir de 15 de março e terá vigência até o próximo dia 31 de março.

O Governo do Estado edita decreto com novas medidas de prevenção e enfrentamento ao novo coronavírus no âmbito do Rio Grande do Norte, que será publicado no Diário Oficial do Estado nesta terça-feira (15).

As novas regras do Decreto N° 31.310 são baseadas na recomendação nº 35 do Comitê de Especialistas da SESAP/RN para o enfrentamento da pandemia. Neste sentido, o novo Decreto torna facultativo o uso de máscaras de proteção facial em ambientes abertos, permanecendo em vigor a obrigatoriedade em espaços fechados ou de grande aglomeração de pessoas, a exemplo de veículos de transporte de passageiros.

Outra novidade do decreto é a previsão das ações governamentais a serem adotadas pelo Estado e recomendadas aos municípios, a exemplo da busca ativa da população não vacinada ou em desconformidade com o calendário de imunização; o início da campanha de vacinação da D4 para idosos; o estímulo, no âmbito da educação básica, para que pais e responsáveis vacinem as crianças e os adolescentes; o reforço às campanhas de divulgação da atual situação pandêmica.

Permanece em vigor a obrigatoriedade de comprovação do esquema vacinal em conformidade com o calendário de imunização, nos termos do Decreto Estadual nº 30.940, de 30 de setembro de 2021, bem como nos segmentos de alimentação, como em bares e restaurantes, bem como centros comerciais, galerias e shopping centers que utilizem sistema artificial de circulação de ar. Estão dispensados da exigência de comprovação do esquema vacinal tão somente os eventos e estabelecimentos em locais abertos, com ventilação natural e limitados a 100 pessoas.

O novo decreto passa a vigorar a partir de 15 de março de 2022 e terá vigência até o próximo dia 31 de março. A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), além dos atos complementares ao novo Decreto, editará Portaria com o novo protocolo geral a ser observado pelas atividades socioeconômicas.

Dados da Covid-19 em 14 de março de 2022 

Casos Notificados e Confirmados nas últimas 24 horas: 08

00 Óbitos confirmados ocorridos nas últimas 24 horas

Casos Confirmados: 484.840

Casos Suspeitos: 730

Casos Descartados: 916.358

Casos Recuperados: 472.510

Casos em acompanhamento: 4.230

ÓBITOS:

Óbitos Confirmados para Covid-19: 8.100

Óbitos Suspeitos: 1.573

Óbitos descartados para COVID-19: 1.119

DADOS DA VACINAÇÃO NO RN

Hoje, o estado do Rio Grande do Norte tem 227,017 pessoas com a segunda dose em atraso. Vacinadas com a primeira dose ou dose única são 2.914.230 pessoas, o que representa 91% da população. São 2.551.900 pessoas totalmente vacinadas, ou seja, com a segunda dose, 80% da população. Com a dose de reforço (D3), são 1.257.175 pessoas, o que representa 39% da população geral.


Assecom-RN

Sandra Fernandes da Costa – Coordenadora Pedagógica da Casa Durval Paiva

A arte de fotografar é um movimento educativo e cultural, que busca, dentro dos moldes do pensamento idealista e democrático, despertar uma forma de expressão de desejos nos alunos, gerando pertencimento e atuando como uma forma de contação de histórias do cotidiano deles, através da linguagem não verbal, cheia de significados.

Trabalhar a fotografia com os alunos na classe hospitalar, evidencia sua importância como uma das áreas de conhecimento, fundamentais na formação do cidadão, uma vez que, esse conhecimento é significativo para a necessidade de expressão, afirmação e interação com a realidade. Esse conhecimento da fotografia como arte, possibilita a formação estética do indivíduo, como produtor ou apreciador do belo. Já que o tratamento os impulsiona vivenciar uma rotina de cuidados diferenciada, voltadas para um período prolongado de internação no ambiente hospitalar e os afastando do seu convívio familiar.

Percebe-se que a fotografia é um recurso com grandes significados nas aulas, pois oportuniza ao aluno a elaboração e o exercício de sua expressividade, configurando-se em uma função documental de importantes momentos vividos, no decorrer do seu cotidiano, antes e durante o tratamento.

A partir desse entendimento, o setor educacional da Casa Durval Paiva está executando uma oficina de fotografia, como ação do Projeto “Olhares que Inspiram”, em parceria com a Fundação José Augusto e financiado com recursos do Instituto Neoenergia/Cosern. O projeto tem como objetivo, possibilitar que crianças e jovens em tratamento oncohematológico assistidos pela CDP façam registros fotográficos de bairros históricos da cidade onde residem, localizadas no Estado do RN. Essa ação se dá por meio de visitas aos centros históricos das suas cidades, colocando o aluno como produtor de conteúdo, deslocando-o da função passiva para protagonista da sua própria história.

Neste sentido, ao fazer um resgate histórico, o olhar do aluno, pelas lentes da câmera fotográfica, é continuamente um procedimento singular. A partir dos seus registros, ele mostrará sua sensibilidade, seus direcionamentos, ordenamentos e formas adequadas de interagir com os recursos, com o meio histórico-cultural, com as linguagens, e, assim, produzir conteúdo, que os façam ter contato com as suas origens, despertando sensação de pertencimento àquele lugar. Dessa forma, trabalhar a fotografia na classe hospitalar, faz com que, por meio da linguagem da comunicação visual, o conceito de educar se transforme, para ensinar a olhar.

Michelle Phiffer
Assessora de Imprensa

A respeito do Decreto N° 12.452, publicado pelo prefeito Álvaro Dias nesta quarta (9), que desobriga o uso de máscaras na Capital, a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (Fecomércio RN) faz os seguintes destaques:  Há uma corrente jurídica, a partir de decisões anteriores do Supremo Tribunal Federal, entendendo que, em casos de divergências entre normas legais que tratem sobre a pandemia, deverá prevalecer aquela mais restritiva.  

No entanto, o decreto do município de Natal abre um precedente legal para que o uso de máscaras passe a ser facultativo na Capital, em qualquer tipo de ambiente. 

Neste caso, a compreensão da entidade é de que cabe a cada estabelecimento decidir, de acordo com a sua conveniência, como irá proceder quanto à obrigatoriedade desse Equipamento de Proteção Individual para acesso às suas dependências.  

Grandes estabelecimentos comerciais da cidade, como, por exemplo, shoppings centers, já estão se posicionando pela não exigência. Desse modo, nossa posição visa, inclusive, manter uma lógica igualitária entre os estabelecimentos desses centros comerciais e as denominadas lojas de rua. 

Para os funcionários dos estabelecimentos comerciais, nossa sugestão é de que, neste primeiro momento, continuem utilizando as máscaras, dando maior comodidade aqueles clientes que se sentirem mais confortáveis com esta medida. 

A Fecomércio RN entende que, atualmente, o estado do RN e, especialmente, sua capital, encontra-se em uma situação de maior tranquilidade com relação à Pandemia, com redução de casos e da procura por leitos.  

Dessa forma, a Federação compreende que um caminho natural é o retorno à normalidade e a flexibilização paulatina das restrições de convívio social ainda em curso.  

Estamos buscando articular com o Governo do Estado para que possa ocorrer, o mais rápido possível, alinhamento com a Prefeitura do Natal, evitando-se qualquer insegurança do ponto de vista jurídico para os empresários. 

Núcleo de Apoio Contábil e Fiscal (NAF) oferece serviços remotos para brasileiros; prazo para declaração do IR 2022 começa hoje (7) e vai até 29 de abril

A Estácio, por meio do seu Núcleo de Apoio Contábil e Fiscal (NAF) Digital, assinou convênio com a Receita Federal do Brasil – Delegacia Regional do Rio de Janeiro – e os cidadãos de todo o país podem contar com apoio remoto para realizar diversos serviços digitais gratuitos, como o preenchimento, declaração e envio do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF). 

Entre os serviços do NAF, destacam-se  também a análise da malha, emissão e regularização de CPF, CNPJ, Microempreendedor Individual (MEI), E-Social, Simples Nacional, PERDCOMP, Código E-CAC, análise de Situação Fiscal, DARF; REDESIM, Certidões Negativas, Parcelamentos, Emissões de DARF e outras ações inerentes ao site da Receita Federal.

O NAF é um programa de cidadania fiscal da Receita Federal que estabelece uma parceria com instituições de ensino superior, unindo conhecimentos técnicos à prática contábil. Esses núcleos oferecem serviços contábeis e fiscais a pessoas físicas de baixa renda. De acordo com a Receita Federal, existem mais de 300 núcleos formalizados no Brasil e mais de 200 em 11 países da América Latina, inspirados no modelo brasileiro.   

A ideia de criar o NAF Digital surgiu da professora Renata Weiss, coordenadora nacional dos cursos de Gestão na Diretoria de Operações Digitais, que desenvolveu um projeto inicial e, juntamente com a professora Cláudia Marchiotti, coordenadora do curso de Ciências Contábeis EaD, apresentou à Ana Paula Sacchi, coordenadora nacional da Rede NAF da Receita Federal do Brasil. Renata Weiss salienta que o primeiro NAF presencial da Estácio foi criado em 2016 e a instituição foi uma das pioneiras a oferecer tais serviços para os cariocas.   

 “Durante estes atendimentos gratuitos, nossos alunos vivenciam a profissão que escolheram, colocam em prática os conceitos e normas contábeis e financeiras, de forma organizada, individual e humanizada. Por meio desta ação, eles adquirem uma vasta experiência e desenvolvem o papel do voluntariado como cidadão. Seguindo a premissa ‘Educar para Transformar’, nosso corpo discente aprende o quanto é importante executar ações sociais”, afirmam as professoras Renata e Cláudia.    

Para buscar mais informações e solicitar os serviços, os interessados poderão enviar mensagens por meio do endereço eletrônico: naf.digital@estacio.br. Este ano, a  Declaração do Imposto de Renda 2022 deverá ser realizada entre 7 de março e 29 de abril de 2022.   

SERVIÇO:   

Núcleo de Apoio Contábil e Fiscal (NAF) Digital

Informações e solicitações dos serviços – por meio do endereço eletrônico: naf.digital@estacio.br  

Clientes também podem recorrer aos canais digitais de atendimento;
73 equipes de plantão atuarão nas regiões mais procuradas pelos potiguares no feriado.

As 13 Lojas de Atendimento da Neoenergia Cosern funcionarão normalmente na próxima segunda (28), terça (1) e quarta-feira (2) – período em que aconteceria o carnaval, evento suspenso por decretos estaduais e municipais em função da pandemia da Covid-19.

A distribuidora ressalta que todos os protocolos de segurança determinados pelas autoridades sanitárias estão sendo cumpridos rigorosamente para garantir a segurança dos clientes e dos atendentes.

A Neoenergia Cosern também montou uma operação especial com 73 equipes de plantão para atuar no feriadão, principalmente nos locais mais procurados pelos potiguares e turistas para descansar, especialmente nas praias.

Confira os canais de atendimento da Neoenergia Cosern:

WhatsApp Neoenergia Cosern Serviços: (3215-6001)

Teleatendimento: 116, gratuito, disponível 24 horas, todos os dias da semana.

Loja Virtual: www.neoenergiacosern.com.br 

Atendimento para clientes fora do RN: 0800 283 0800 

Teleatendimento Ouvidoria: 0800 084 0404

SMS: 28116 (exclusivo para informar falta de energia

Minigeração e Microgeração Distribuída: 0800 084 5010 (atendimento das 08h às 20h)

Aplicativo: Disponível para os sistemas IOS e Android.

Sobre a Neoenergia Cosern

Reconhecida pela Aneel como uma das três melhores distribuidoras do Brasil com mais de 400 mil clientes em qualidade de fornecimento, a Neoenergia Cosern está presente nos 167 municípios potiguares, detém uma área de concessão de 53 mil quilômetros quadrados e atende 1,4 milhão de clientes (3,5 milhões de habitantes).

Em caso de falta de energia, a Neoenergia Cosern orienta:

  • Enviar um Whatsapp para o número (84) 3215-6001.
  • Enviar um SMS para 28116, informando apenas o número da sua conta contrato. Para facilitar, salve-a no bloco de notas do seu smartphone; ou
  • Telefonar para o 116.

O evento será a etapa Natal do Circuito está de volta ao RN após dois anos, com 1.500 vagas na capital 

A etapa Natal do Circuito Sesc de Corridas está de volta em 2022, com uma novidade, a categoria infantil. O período de inscrição começa no meio dia da quinta-feira, 3, para os para trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo, dependentes e infantil, e a partir de 23 de março a 20 de abril, abre ao público em geral e pessoas com deficiência, com valores a partir de R$ 20. 

O tradicional evento acontece no dia 1º de maio, Dia do Trabalhador, com 1.500 vagas divididas em duas provas, uma com cinco quilômetros e outra com 10 km, além de 200 inscrições destinadas na categoria infantil. A largada acontecerá na lateral do Sesc Cidade Alta, na Avenida Câmara Cascudo, para ambas as distâncias, passando pela as avenidas do Contorno, Juvenal Lamartine e Prudente de Morais. 

A valor da inscrição será de R$ 35 (trinta e cinco reais) para os trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo e dependentes, e R$ 70 (setenta reais) para o público em geral. Idosos e pessoas com deficiência terão desconto de 50% do valor do público geral e a categoria infantil pagará R$ 20 (vinte reais). Todos os valores devem ser acrescidos 10% da taxa de serviço do site de vendas. 

A estrutura da corrida conta com pontos de hidratação, entretenimento cultural, sinalização da quilometragem, batedores, equipe de brigadistas, segurança e orientadores durante o percurso, além de banheiros, guarda-volumes e ambulância. Nos dias 28 e 29 de abril, está programada a entrega dos kits aos atletas inscritos, no Sesc Cidade Alta. 

O Circuito Sesc de Corridas acontece em todo o Brasil e em 2022 contará com duas etapas no Rio Grande do Norte, sendo a primeira em maio e uma segunda em outubro, na cidade de Mossoró, na região Oeste. 

O que: Circuito Sesc de Corridas – Etapa Natal 

Inscrição

3/03 a 20/04 – Trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo e dependentes – R$ 35 (trinta e cinco reais). 

22/3 a 20/4 – trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo – R$ 70 (setenta reais). 

3/03 a 20/04 – Infanti – R$ 20 (vinte reais). 

Todos os valores devem ser acrescidos 10% da taxa de serviço do site de vendas. 

Entrega dos kits: 28 e 29 de abril. 

Data da Corrida: 1º de maio de 2022. 

Onde: Sesc Cidade Alta 

As vagas são para professores e especialistas de educação para atuação em todo o RN.

O Governo do RN abre processo seletivo simplificado para cadastro de reserva de professores e especialistas de educação. O edital, publicado na edição de hoje (26) do Diário Oficial do Estado (DOE), é destinado às áreas de conhecimentos e componentes curriculares ofertadas pela rede estadual de ensino. O processo de seleção é de responsabilidade da Secretaria de Estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer (SEEC) com a supervisão da Secretaria de Estado da Administração (SEAD). As inscrições serão exclusivamente pela internet.

Os candidatos irão compor cadastro de reserva, sem número de vagas fixadas, para assumir, conforme necessidade da SEEC, o exercício de docência, de modo temporário, nos ensinos fundamental, médio e suas modalidades (educação profissional, educação do campo, educação escolar indígena, educação escolar quilombola), assim como nas unidades prisionais e Centros de Atendimento Socioeducativo. Os contratos terão vigência de até 12 (doze) meses, prorrogável por igual período, de acordo com a necessidade.

“O processo seletivo vem para atender as demandas que a rede estadual de educação apresenta. Com os professores temporários, por exemplo, novas licenças podem ser emitidas, como aquelas por motivação de saúde, e assim garantir que tenhamos professores em sala de aula. Outro aspecto importante é o alcance deste processo seletivo, pois haverá a contratação de profissionais para a educação quilombola, indígena e do campo, presente em assentamentos, acampamentos e comunidades rurais, além dos estudantes atendidos nas unidades socioeducativas e nas unidades prisionais. Uma pluralidade de cenários que contará com profissionais capacitados”, explica Getúlio Marques, secretário de Educação do RN.

Para se inscrever, os interessados devem realizar a leitura do edital e acessar, a partir do dia 3 de março, o portal do SIGEduc, disponível em https://sigeduc.rn.gov.br, preencher a ficha de inscrição. O valor da inscrição é de R$ 30,00 e será possível realizar a solicitação de isenção desta taxa. O mesmo portal de inscrição também será onde poderão ser apresentados os recursos. 

O critério estabelecido para classificação é por títulos educacionais e declaração de experiência em docência. A remuneração dos contratos temporários será a de um professor graduado, ou especialista, em início de carreira, cujo valor atual é de R$ 3.031,18 para o regime de trabalho de 30 horas semanais, com exceção dos professores de Língua Materna, destinados às populações indígenas, e o componente curricular de Ciências Agrárias, para a Educação do Campo, que admite formação de Nível Médio. Estes terão vencimento igual ao do Professor Permanente Nível I – A, cujo valor atual é de R$ 2.165,13 para o regime de trabalho de 30 horas semanais.

O prazo de validade do processo seletivo será de um ano, contado a partir da data de publicação da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado, uma única vez, por igual período. Toda a documentação exigida, esquema de pontuação classificatória e os componentes curriculares do cadastro reserva podem ser conferidos, na íntegra, no edital.

Cronograma do Processo Seletivo Simplificado

Publicação do Edital: 26 de fevereiro

Inscrições via internet: 3 a 9 de março

Solicitação da taxa de inscrição: 3 a 4 de março

Divulgação do resultado da isenção: 7 de março

Período de homologação das inscrições: 10 a 22 de março

Resultado preliminar do certame: 23 de março

Interposição de recurso: 14 a 25 de março

Resultado final: 31 de março

———————————————————————-
Assecom-RN

A Polícia Civil do RN publicou nos últimos dias uma série de portarias com remoções de policiais civis de delegacias municipais e especializadas, com o objetivo de preencher os quadros das plantões. O problema é que, segundo a Associação dos Delegados da Polícia Civil (Adepol), essas mudanças têm causado várias interrupções em processos investigativos que estavam em curso, além de resultar no corte ainda maior no efetivo já defasado das unidades investigativas.

Segundo levantamento que a Adepol teve acesso, só em Mossoró, já foram removidos um delegado e dois agentes da Delegacia de Furtos e Roubos (Defur); um agente da Delegacia de Narcóticos (Denarc); um delegado, um agente e um escrivão da Delegacia de Homicídios (DHM/DHPP).

Essas mudanças estão causando uma série de problemas nas investigações. Somente este ano já foram cometidos 28 homicídios em Mossoró e, com essas remoções, a DHPP ficou com pouquíssimos agentes para investigar esses casos. Afinal, quem saiu, não foi substituído.

“É a investigação que leva criminosos à prisão e punição. Sem este trabalho, impera a impunidade, o que fomenta ainda mais os crimes”, afirmou a presidente da Adepol, delegada Taís Aires.

A presidente da Adepol lembra ainda que esse problema pode ser resolvido de maneira mais simples, se o governo aceitar a proposta apresentada pelas categorias para evitar perdas decorrentes da retirada do adicional por tempo de serviço (ADTS). A postura negativa do executivo estadual motivou a decisão dos policiais civis sobre o trabalho voluntário. “O Governo do RN tem feito manobras que, além de não resolver, ainda causa outros problemas. Tudo isso, porque evita negociar de verdade com as entidades”, acrescentou Taís Aires.

Mais do mesmo. Essa foi a impressão que a Associação de Delegados de Polícia Civil (AdepolRN) teve da proposta apresentada pelo Gabinete-Civil do Governo do RN, na tarde desta segunda-feira (21). Com isso, a negociação em busca de uma solução para o adicional de tempo de serviço (ADTS) segue parada.

“A proposta que o Governo do RN apresentou é mais do mesmo, mostrou que eles não estão ouvindo o que estamos dizendo e continuam repetindo o mesmo texto que já foi descartado pela categoria por significar perdas para os delegados e demais policiais civis”, afirmou a presidente da Adepol, delegada Taís Aires.

Nesta segunda-feira, inclusive, a Adepol e demais entidades de classe, tentaram discutir uma nova proposta na mesa de negociação. Contudo, os representantes do Governo não se mostraram receptivos e apenas solicitaram que a proposta fosse protocolada, para ser posteriormente analisada pelo Executivo.
Governo repete problemas em proposta e negociação com delegados da Polícia Civil não avança

Mais do mesmo. Essa foi a impressão que a Associação de Delegados de Polícia Civil (AdepolRN) teve da proposta apresentada pelo Gabinete-Civil do Governo do RN, na tarde desta segunda-feira (21). Com isso, a negociação em busca de uma solução para o adicional de tempo de serviço (ADTS) segue parada.

“A proposta que o Governo do RN apresentou é mais do mesmo, mostrou que eles não estão ouvindo o que estamos dizendo e continuam repetindo a mesma proposta que já foi descartado pela categoria por significar perdas para os delegados e demais policiais civis, mudando apenas um ou outro detalhe”, afirmou a presidente da Adepol, delegada Taís Aires.

Nesta segunda-feira, inclusive, a Adepol chegou a tentar apresentar uma proposta para o Gabinete-Civil. Contudo, os representantes do Governo não se mostraram interessados e apenas solicitaram que o texto fosse protocolado para ser posteriormente analisada pelo Executivo.

“Desta vez, nem reunião foi marcada para o retorno sobre a proposta”, acrescentou a presidente da Adepol.

Desta forma, segue o impasse em torno da questão e os serviços extraordinários permanecem suspensos pelos policiais.


Por Jacson Damasceno
Assessoria de Imprensa

Crianças dos 5 aos 11 anos de idade vão poder colocar a imunização contra a COVID em dias nos próximos dois sábados (19 e 26) no Shopping Cidade Verde, em Nova Parnamirim. O local vai funcionar como ponto de vacinação das 08h às 14h.  

Os pais ou responsáveis devem se dirigir ao setor administrativo do shopping para a aplicação da vacina infantil da Pfizer.  

A criança que for tomar o imunizante deve estar acompanhada de um responsável, maior de 18 anos, e deverá levar um documento oficial com foto ou certidão de nascimento e ter cadastro no RN+Vacina. Na ausência dos pais, é necessário levar uma autorização assinada por eles. O documento está disponível no endereço www.parnamirim.rn.gov.br.

Os delegados de Polícia Civil decidiram rejeitar a proposta apresentada pelo Governo do RN sobre o adicional de tempo de serviço (ADTS). A decisão foi tomada em assembleia realizada pela categoria na tarde desta quinta-feira (17).

Além de rejeitar a proposta, os delegados decidiram seguir mobilizados até que o Governo apresente uma proposta que seja realmente viável, o que não ocorreu até o momento. “Nos próximos dias, também vamos ampliar as ações de divulgação da mobilização, para que a sociedade compreenda a gravidade do que está ocorrendo e o quão lenta está essa negociação”, afirmou a delegada Taís Aires, presidente da Associação de Delegados (Adepol).

A mais recente proposta do Governo do RN alterava a forma remuneratória para subsídio e, mesmo assim, mantinha parcela ou valor agregado, condicionando a retirada à decisão judicial que será proferida pelo Tribunal de Justiça em relação ao ADTS, situações que apresentam inconsistências legais.

“Estamos há meses esperando uma proposta do Governo do RN que seja justa e constitucional. Por isso, não vemos outra saída que não seja continuar a mobilização, com recusa de serviço voluntário, por exemplo, o que deve manter as delegacias de plantão fechadas durante o fim de semana no interior do Estado. É um prejuízo para a população que o Governo poderia evitar”, avaliou a delegada Taís Aires.

Antes do fim de semana, porém, ainda haverá uma nova reunião com o Governo do RN, prevista para esta sexta-feira (18), às 11h. No encontro, a Adepol apresentará uma contraproposta para a gestão estadual, com o objetivo de solucionar o impasse.