Marca Maxmeio

Notícias

Um dos mais tradicionais eventos agropecuários do Nordeste será realizado este ano de forma virtual até 17 de outubro.

A 58ª edição da Festa do Boi foi aberta oficialmente na noite desta terça-feira (13), durante solenidade no Parque Aristófanes Fernandes, em Parnamirim. Promovido por meio de parceria entre o Governo do Estado do Rio Grande do Norte, a Associação Norte-rio-grandense dos Criadores (Anorc) e o Sebrae-RN, o evento é realizado de forma virtual neste ano devido à pandemia de novo Coronavírus. A programação inclui shows musicais, leilões, I Fórum do Agronegócio e lives técnicas, tudo transmitido pelo site www.festadoboirn.com.br e pelas redes sociais da Anorc e parceiros.

“Os agropecuaristas terão mais uma oportunidade de conhecer inovações tecnológicas desse segmento, trocar experiências e, principalmente, gerar negócios que aquecerão nossa economia, que vem dando sinais de recuperação com as ações do Governo em prol do trabalho e da geração de renda”, disse a governadora Fátima Bezerra durante a abertura. Ela fez referência ao mês de setembro, no qual houve um aumento de 7,2% na arrecadação do ICMS, marca maior que o aumento de agosto, que tinha sido de 5,6%.

A realização do 1º Fórum Potiguar do Agronegócio e a transmissão do “Programa do Agronegócio Potiguar”, são novidades do evento deste ano e que discutirão o setor no Estado.  O Governo é apoiador e incentivador da Festa do Boi por meio das secretarias estaduais de Agricultura, da Pecuária e da Pesca (SAPE), do Desenvolvimento Econômico (Sedec), do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar (Sedraf), da Empresa de Pesquisa Agropecuária do RN (Emparn), do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) e do Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do RN (Idiarn).

Secretário de Desenvolvimento Econômico, Jaime Calado destacou as medidas governamentais que favoreceram o setor como a isenção do ICMS para o abate de carne bovina no RN, o incentivo fiscal aos produtores de camarão, a criação do PROEDI e o programa RN + Competitivo. “Está todo mundo falando o mesmo idioma, querendo o desenvolvimento do Estado, e posso dizer que as medidas da governadora foram muito acertadas. A questão tributária do camarão e o ICMS do boi, por exemplo, foram medidas de coragem, como desenvolvimentista que Fátima é. Decisões que vêm se arrastando há muito tempo estão sendo tomadas, incentivos têm sido melhorados e outros, criados”, frisou.

Para o diretor técnico do Sebrae RN, João Hélio Cavalcanti, a feira trará “resultados expressivos, mesmo diante dessas circunstâncias nesse momento desafiador. É um espaço importante para valorizar o produto potiguar, a agricultura familiar, o mel de Jandaíra, o melão de Mossoró, a cachaça do Seridó”, afirmou.

“Lançamos o programa RN Cresce mais, e hoje somos os maiores exportadores de fruta e de atum do Brasil, e também grandes produtores de camarão. A mão do Governo está aí, e a governadora nos cobra esse olhar atento”, fez questão de acrescentar o secretário estadual da Agricultura, Guilherme Saldanha.

O presidente da Anorc, Marcelo Passos, acrescentou que a versão virtual da Festa “protege nossa sociedade, haja visto não ter outra forma segura”. E acrescentou, referindo-se à governadora: “Não existirá um novo círculo econômico no RN sem um olhar ao produtor rural. E a senhora tem demonstrado sensibilidade a esses temas centrais do nosso setor”.

A solenidade de abertura contou também com a presença do vice-governador, Antenor Roberto; do secretário de Estado, Alexandre Lima (Sedraf); além dos diretores Mário Manso (Idiarn), César Oliveira (Emater) e Rodrigo Maranhão (Emparn); Marcos Teixeira, vice-presidente da Anorc; Flávio Morais, diretor-presidente do Ceasa; e Iranilson Ferreira, gerente regional do BNB.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Btn Posts Anteriores