Marca Maxmeio

Notícias

Arlley Diego, como é mais conhecido, saiu de casa pela manhã. “Liguei à tarde, para que ele se lembrasse de me pegar no Alecrim. Eu estava com amigas quando nos falamos. Ele disse que eu deveria ligar mais tarde, quando nós já estivéssemos prontas para ir”, recorda a mãe, Adriana Dantas.

Ainda de acordo com Adriana, quando ela e amiga já estavam prontas, ela mandou uma mensagem. “Ele sempre via as mensagens, mas este ele não visualizou. Então comecei a mandar novas mensagens e voltei a ligar. Ele não visualizava as mensagens, e as ligações que eu fazia só chamavam, mas não eram atendidas. Naquele momento eu senti que havia algo errado, que alguém tinha pego meu filho”, acrescentou.

Depois disso, a mãe de Arlley disse que procurou o dono do carro que o filho dela usava para trabalhar. O veículo era alugado. “O dono trabalha com isso, com aluguel de carros, e tem rastreador. Então nós fomos em busca do carro. O rastreador mostrava que o HB20 estava na praia da Redinha. Quando chegamos lá, de noite, o carro estava pegando fogo. Meu filho não estava nele. E desde então não temos nenhuma notícia do Arlley”, afirmou Adriana.

Leia mais no Portal:
https://agorarn.com.br/chamada/cade-arlley-diego-populacao-protesta-por-desaparecimento-de-motorista-de-aplicativo/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Btn Posts Anteriores