Marca Maxmeio

Notícias

Atividade do projeto UrbanoCine abordará conceitos básicos de produção cinematográfica e acessibilidade no audiovisual 

Os interessados em participar da oficina gratuita sobre cinema inclusivo, promovida pelo projeto UrbanoCine, têm apenas mais alguns dias para se inscrever. A ação, que tem como objetivo proporcionar a jovens, com e sem deficiência visual, conceitos básicos sobre produção cinematográfica, será realizada de forma totalmente online e o prazo de inscrições encerra-se no próximo dia 23 de setembro, às 23h59.

As atividades serão realizadas no período de 1 a 29 de outubro, com aulas às segundas e quintas, das 19h às 20h30. O conteúdo contará com acompanhamento pedagógico, além dos recursos de acessibilidade comunicacional e tecnologia assistiva (audiodescrição), e abordará os seguintes eixos temáticos: Narrativas Sensoriais, Sobrevivência Cinematográfica, Construção Sonora e Acessibilidade.

Ao final do curso, os participantes receberão um certificado de participação e os curtas desenvolvidos irão compor a programação da Mostra Urbanocine 2020, prevista para o mês de novembro.

As inscrições estão disponíveis para residentes em todo o Brasil, com idades entre 16 e 21 anos. Para participar do processo de seleção, o candidato deverá informar seus dados e uma breve carta de motivação na ficha disponível neste link: http://abre.ai/oficinaurbanocine2020

No total, serão selecionados 40 (quarenta) participantes e o resultado final será publicado no dia 25 de setembro, no site urbanocine.com.br e nas mídias sociais do projeto.

Para mais informações, confira o regulamento completo neste link abre.ai/RegulamentoOficinaUrbanocine2020, acesse o site https://urbanocine.com.br/oficinas/ ou entre em contato através do e-mail: contatourbanocine@gmail.com.

Sobre o Urbanocine

O UrbanoCine é um projeto que visa democratizar o acesso ao cinema através de exibições de filmes em espaços públicos e realização de oficinas de audiovisual, desde 2013, desenvolvendo um trabalho especialmente voltado às regiões periféricas, contando com parceiros, além de atuar com a oferta de oficinas de audiovisual em parceria com diversas instituições, já tendo realizado em muitos bairros de Natal como Passo da Pátria, Rocas, Santos Reis, Conjunto Pirangi, Ribeira, além das oficinas de cinema acessíveis realizadas na Escola Estadual Newton Braga, no bairro do Alecrim.

Em 2020, devido ao contexto atual de isolamento social, para além dos ambientes físicos, a iniciativa continuará a ocupar os espaços públicos através do meio virtual, para dialogar sobre cinema, educação e acessibilidade comunicacional. Nesta edição, o projeto vai oferecer oficinas de cinema acessíveis a jovens e adolescentes da rede pública, com foco em estudantes com ou sem deficiência visual.

Através da utilização de recursos de acessibilidade comunicacional como a audiodescrição, o projeto acredita que é possível promover o acesso a jovens cegos e com baixa visão na fruição e realização artística – o que afeta positivamente a noção de representatividade, ampliando a dimensão da acessibilidade comunicacional e cultural.

Idealizado pela Ilha Deserta, o Projeto Urbanocine conta com o patrocínio do Governo do Estado, através da Fundação José Augusto via Lei Câmara Cascudo e da Cosern e iniciativa do Instituto Neoenergia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Btn Posts Anteriores