Marca Maxmeio

Notícias

Governo investiu pouco mais de R$ 11 milhões no Espaço Cultural João Paulo II por meio do Governo Cidadão

Trinta anos após a sua construção, o Espaço Cultural João Paulo II passou pela sua primeira grande obra de recuperação e ampliação e foi entregue pelo Governo do RN à população, totalmente recuperado. Conhecido como “Papódromo” por ter sido concebido para receber o Papa João Paulo II, em 1991, o local foi vistoriado nesta sexta-feira, 29, pela governadora Fátima Bezerra, ao lado do vice-governador, Antenor Roberto e de parte do seu secretariado.

“Em mais um resultado do esforço em prol da cultura potiguar, estamos entregando aos norte-rio-grandenses um importante equipamento para eventos com capacidade para receber até 1.500 pessoas, completamente reconstruído e ampliado”, comemorou a governadora.

O Governo investiu R$ 11.017.098,23 milhões na reforma e ampliação da edificação que tinha ficado subutilizada por mais de uma década. Os recursos foram viabilizados pelo acordo de empréstimo com o Banco Mundial, por meio do Projeto Governo Cidadão e os serviços foi fiscalizado pela Secretaria Estadual de Infraestrutura (SIN).  A obra integra a reforma do Centro Administrativo do Estado, em Natal, que recebeu nova iluminação e pórticos de entrada, além de ciclovias e projeto paisagístico.

“Estamos colhendo mais um fruto do trabalho integrado orientado pela governadora. Encontramos esta obra, hoje concluída, com apenas 1% de execução e diversos entraves que a atrasavam. Buscamos soluções para dar celeridade ao serviço e para que este grande dia chegasse”, pontuou o secretário de Gestão de Projetos e Metas e coordenador do Governo Cidadão, Fernando Mineiro.

O novo anfiteatro do “Papódromo” é totalmente equipado e possui palco, camarim, salas de ensaio, camarote, arquibancadas, banheiros e estacionamento para 150 carros. Os setores internos têm refrigeração central e total acessibilidade, com rampas e elevador e uma sala para ensaios da Orquestra Sinfônica do RN.

“Esse lugar será um relevante equipamento de lazer para a capital, fomentando a cultura potiguar, tão carente de locais adequados à expressão artística. E, especialmente, será um grande incentivo para a nossa orquestra, que vinha se apresentando com plateias lotadas, antes da pandemia”, comentou Crispiniano Neto, diretor-geral da Fundação José Augusto (FJA).

Espaço será multiuso

De uso plural, além de eventos culturais, o local voltará a abrigar um Restaurante Popular e a Escola da Polícia Penitenciária. Esta, no segundo pavimento, terá salas de aula, atendimento psicossocial, laboratório de informática e dormitórios. Contando com todas essas frentes, o equipamento será administrado em uma parceria entre a FJA e as secretarias de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas) e da Administração Penitenciária (SEAP).

Gustavo Coelho, titular da SIN, ressaltou na ocasião “o empenho das equipes das secretarias e todos os esforços feitos para entregar o prédio recuperado, mesmo com a pandemia”. Já a secretária da Sethas, Iris Oliveira, destacou o “ambiente espaçoso e totalmente adequado aos serviços de refeições populares que os mais carentes terão acesso, assim que o arrefecimento desta crise de saúde permitir”. A secretária adjunta da SEAP, Ivanilma Carla, agradeceu por “finalmente a escola poder beneficiar os policiais do interior em treinamento na capital, com alojamento digno para mulheres e homens que prestam serviço direto à população”.

Obras na pandemia

Para que a execução das obras fosse mantida neste período de pandemia, a Certa Engenharia assinou um termo de compromisso com o Governo do Estado, via Governo Cidadão, para proteger seus operários com EPIs necessários, exigindo distanciamento de segurança entre eles e garantindo álcool 70% e sabão líquido para a higiene das mãos.

Também estiveram presentes na ocasião a secretária adjunta do Gabinete Civil, Socorro Batista; a diretora da escola penal, Pascoaliana Alves, além de técnicos do Governo Cidadão. Representando a Certa Construções estavam José Walter Carvalho (diretor-presidente), Fredson Fernandes (engenheiro responsável pela obra) e Marcus Aguiar (diretor-técnico).

FOTOS: Elisa Elsie / ASSECOM-RN


Assecom-RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Btn Posts Anteriores