Marca Maxmeio

Notícias

A seca que afeta o Rio Grande do Norte voltou a pautar o pronunciamento do deputado Vivaldo Costa (PSD) na Assembleia Legislativa. Durante a sessão plenária desta quinta-feira (7), o parlamentar defendeu a união da classe política potiguar em favor do homem do campo.

“Especialistas atestam que essa é a pior seca dos últimos 90 anos. Impregnado com o sentimento de proteger o sertanejo, peço mais uma vez à classe política do RN uma trégua, tendo em vista que ano que vem teremos eleições. Mas a hora é de darmos as mãos em favor do povo, que espera que seus representantes apoiem a classe mais pobre no enfrentamento da seca”, disse Vivaldo.

De acordo com ele, a falta d’água no Estado é um quadro desolador. “Sofremos com a falta de abastecimento no Seridó. O Gargalheiras secando, o Dourado seco, o Itans seco, o açude de Cruzeta seco, o açude de Parelhas com pequena reserva. Faltam providências, falta água, perfuração de poços, carros-pipa. Até o Agreste, pasmem, está seco”, alertou o deputado.

Ao final do pronunciamento, o deputado voltou a pedir a união política no Estado e a defender ações em torno do assunto. “Desperdiçamos energia quando falamos em outros assuntos. Na hora que o povo mais sofre é um desserviço desviar o foco. Hoje o RN, o Nordeste e o Brasil gostariam de ver a classe política discutindo a seca. Passa da hora de concentrarmos nossos esforços em favor da classe mais sofrida: o homem do campo”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Btn Posts Anteriores