Marca Maxmeio

Notícias

[nggallery id=1688]

[nggallery id=1689]

Em 4 de novembro de 1988, os irmãos Kaká, Carlinhos, Joãozinho e Júnior se juntaram e compuseram o então Grupo Musical Grafith, hoje Banda Grafith. Vinte e cinco anos mais tarde e com todas as mudanças ocorridas durante este longo percurso, a banda é uma das mais conceituadas do Rio Grande do Norte, com média de 20 shows por mês durante o ano (no verão, o número de apresentações dobra) e constantes solicitações para carnavais, formaturas, confraternizações e eventos. Sua história foi lembrada e comemorada neste sábado, 9 de novembro, com uma grande festa  espaço Shock Casa Show, zona norte de Natal. O que começou na noite do sábado terminou com o dia amanhecendo e com participações especiais de artistas da terra. 

Há 25 anos, a Banda encanta seu público com sua versatilidade. Conhecidos pelo estilo baile, os irmãos tocavam de tudo: de discoteca e rock a samba e MPB. Foram pioneiros ao realizar sua festa de aniversário – depois da festa do primeiro aniversário da Banda Grafith, outras se inspiraram na ideia e, até hoje, realizam grandes eventos em comemoração a mais um ano de banda, grupo, etc.

Além dessa inovação, os irmãos também foram os primeiros a gravar vinheta de banda – atrelada ao nome Grafith, a vinheta “Gra gra gra gra Grafith” conquistou inúmeros fãs com seu estilo flashback, ouvida até os dias de hoje. Com a ideia testada e aprovada pelos fãs, a banda lançou tendência em mais um segmento da música – as vinhetas viraram febre em todo o Brasil.

E não parou por aí. Os irmãos ainda foram os pioneiros do “alô”, aquela pausa entre as músicas que é aproveitada para falar com os presentes. A banda foi a precursora, sendo exemplo para o resto do país.

Tempos de adaptações – Na década de 90, o cenário musical começou a mudar no Rio Grande do Norte. As músicas mais tocadas pelos irmãos, inspiradas em bandas como Pink Floyd, Queen, Aerosmith, passaram a não empolgar tanto quanto antes. Este foi um período difícil e os irmãos pensaram em desistir. Analisando o cenário local, outras bandas que tocavam baile como a Grafith migraram para o forró, a nova tendência. Entre desistir e seguir o mercado musical, Kaká, Carlinhos, Joãozinho e Júnior decidiram fazer o que eles têm feito de melhor – arrastar multidões com música e energia.

O boom da carreira foi quando os irmãos fizeram sua primeira música comercial – no final da década de 90, Camaleão estourou nas rádios de todo o estado. Depois, com Chico Bateu No Bode, composição de Carlinhos Brown, o nome da banda cruzou os limites do RN e se espalhou pela Paraíba, por Pernambuco e, ainda, por Ceará.

Versatilidade – A Banda Grafith é admirada por sua versatilidade. Adapta-se desde micaretas a festas de formatura de escolas, universidades e confraternizações de empresas, casamentos e aniversários. Dessa forma, a história da Banda em 25 anos pode ser colocada em prática com o arrocha do momento ao baile de tempos atrás.

A história da Banda Grafith daria um livro. Mas o que se pode concluir é que, em todos esses anos, ela quebrou paradigmas e superou preconceitos. Cresceu, fez seu nome e, hoje, colhe os frutos do sucesso baseado nos conceitos de família, educação e bons exemplos.


Por
Larissa Rolim

Assessoria de Imprensa

 

Deixe um comentário

1 comentário em “Banda Grafith – 25 anos comemorado com uma multidão de fãs.

  1. jany sabino leite disse:

    toda esta historia daria sim um livro ao qual eu teria o imenso prazer de lê varias vezes o mesmo…

Btn Posts Anteriores