Marca Maxmeio

Notícias

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte suspenderá as atividades entre os dias 1º e 5 de março. A medida foi tomada para permitir a desinfecção das instalações da sede do Poder Legislativo, como medida de enfrentamento ao coronavírus. Além disso, a partir do dia 8 de março, as atividades voltarão de acordo com a primeira fase do Plano de Retomada, já aprovado, que prevê a permanência de apenas 20% dos servidores na Casa – os demais atuarão em trabalho remoto. As sessões voltarão a ocorrer já no dia 9, em formato virtual.

A decisão foi anunciada pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), durante a sessão plenária desta terça-feira (23). O parlamentar enfatizou o “agravamento da situação de pandemia” e a “limitação do sistema de saúde” do Estado e municípios em relação a quantidade de leitos de UTI para tratamento da COVID-19.

“Me senti na obrigação de adotar novas medidas administrativas para o enfrentamento dessa emergência no âmbito desta Casa. E faço isso movido não apenas pelo sentimento de consternação pelas vidas debilitadas e perdidas até aqui, mas também por orientações médicas e científicas, a exemplo das recomendações do Comitê de especialistas da Secretaria de Estado da Saúde Pública e da própria Casa Legislativa, ampliando as medidas restritivas para contenção da pandemia”, disse Ezequiel.

Conforme o Plano de Retomada, a presença de 20% dos servidores na Casa permitirá o funcionamento das atividades essenciais do Legislativo. Também será mantido o expediente reduzido de segunda a quinta, das 8h às 13h, sendo proibido o acesso de visitantes e público externo neste período.

O ato com a decisão será publicado ainda nesta terça, e apresentará não apenas as medidas anunciadas por Ezequiel como, também, novos protocolos a serem adotados para o retorno à primeira fase.

A Assembleia Legislativa tomou decisão semelhante no dia 18 de março de 2020, quando suspendeu os trabalhos naquele momento inicial da pandemia. Na oportunidade, foi aprovado um requerimento assinado por todos os deputados estaduais médicos, recomendando a paralisação dos trabalhos na época.  

A Cosern deu início a entrega de refrigeradores científicos destinados ao armazenamento de vacinas doados pela empresa a 95 municípios potiguares que possuem IDHM até 0,61 e ao Governo do Estado. Os quatro primeiros municípios que vão receber os refrigeradores nos próximos dias serão Bom Jesus, Caiçara do Norte, Carnaubais e Coronel João Pessoa.

Até o final de abril, todos os equipamentos serão entregues às secretarias de saúde dos 95 municípios (confira relação abaixo). A Cosern também vai doar dois refrigeradores científicos de 420 litros cada para armazenamento de vacinas ao Governo do Estado.

Para Júlio Giraldi, Superintendente de Relacionamento com Clientes da Cosern, a doação dos refrigeradores é mais uma evidência do compromisso social da Cosern com os potiguares.

Em novembro, a Cosern doou 20 respiradores para os hospitais Giselda Trigueiro e João Machado, em Natal, e Tarcísio Maia, em Mossoró. Agora, estamos apoiando os 95 municípios que mais necessitam dos refrigeradores científicos, adequados para o armazenamento de vacinas.”, lembra Júlio.

Ao todo, a Neoenergia, empresa controladora da Cosern, está doando 703 refrigeradores científicos para 673 municípios no Rio Grande do Norte (Cosern), Pernambuco (Celpe), Bahia (Coelba) e São Paulo/Mato Grosso do Sul (Elektro). A doação totalizou R$ 7,5 milhões em recursos que fazem parte do Programa de Eficiência Energética (PEE), regulado pela Agência Nacional de Eficiência Energética (Aneel).

“O nosso objetivo é o de auxiliar a população dos municípios mais necessitados das nossas áreas de concessão a conter a pandemia. Os refrigeradores científicos doados são adequados para armazenar as vacinas que fazem parte das campanhas de imunização, por terem temperatura programável e constante entre 2ºC e 8ºC, sensores e bateria, para o armazenamento adequado das doses”, afirma a gerente de Eficiência Energética da Neoenergia, Ana Christina Mascarenhas.

Critérios para escolha dos municípios e contrapartidas

Foram contemplados pela doação da Cosern 95 municípios potiguares que têm IDHM até 0,61. Os refrigeradores científicos são de fabricação nacional e têm capacidade de 280 litros, suficientes para armazenar cerca de 18 mil doses de 0,5 ml.

Para receber cada refrigerador novo, cada município contemplado deve entregar à Cosern, como contrapartida, dois refrigeradores ou freezers inadequados para vacinas.

Dessa forma, a Neoenergia estima que será compensada a carga de 107 kW injetada no sistema elétrico e consumo anual estimado de 940 MWh das 703 câmaras de conservação doadas pelas suas quatro distribuidoras. A economia total de energia estimada do projeto nos cinco estados será de 2.334,92 MWh/ano, o que equivale ao consumo mensal de 23.335 residências com um gasto médio de 100 kWh por mês.

Além disso, a Cosern irá retirar substâncias como os gases CFC (clorofluorocarboneto) das geladeiras antigas, que podem contribuir com o efeito estufa, e fazer o descarte correto dos equipamentos antigos recebidos.

A iniciativa também contempla a doação de lâmpadas eficientes para postos de saúde, hospitais e consumidores residenciais baixa renda por modelos de LED, mais eficientes. Ao longo de um ano e meio, serão substituídas cerca de 31 mil lâmpadas de postos e unidades de saúde e mais 115 mil diretamente para a população de baixa renda. Com isso, tanto as prefeituras quanto os moradores dessas cidades poderão economizar na conta de energia e adotar hábitos mais sustentáveis.

Municípios potiguares contemplados com a doação de refrigeradores científicos feita pela Cosern:

Afonso Bezerra, Alexandria, Antônio Martins, Arês, Baía Formosa, Baraúna, Barcelona, Bento Fernandes, Bom Jesus, Brejinho, Caiçara do Norte, Caiçara do Rio do Vento, Canguaretama, Carnaubais, Cerro Corá, Coronel Ezequiel, Coronel João Pessoa, Espírito Santo, Fernando Pedroza, Francisco Dantas, Frutuoso Gomes, Galinhos, Governador Dix-Sept Rosado, Ielmo Marinho, Ipanguaçu, Jaçanã, Jandaíra, Januário Cicco, Japi, Jardim de Angicos, Jardim de Piranhas, João Câmara, João Dias, José da Penha, Jucurutu, Jundiá, Lagoa d’Anta, Lagoa de Pedras, Lagoa de Velhos, Lagoa Nova, Lagoa Salgada, Luís Gomes, Marcelino Vieira, Maxaranguape, Montanhas, Monte Alegre, Monte das Gameleiras, Olho-d’Água do Borges, Paraná, Paraú, Parazinho, Rio do Fogo, Passa e Fica, Passagem, Santa Maria, Pedra Grande, Pedra Preta, Pedro Avelino, Pedro Velho, Poço Branco, Porto do Mangue, Serra Caiada, Pureza, Rafael Fernandes, Riacho da Cruz, Riacho de Santana, Riachuelo, Rodolfo Fernandes, Ruy Barbosa, Santana do Matos, São Bento do Norte, São Bento do Trairí, São Fernando, São Miguel, São Miguel do Gostoso, São Pedro, São Tomé, Senador Elói de Souza, Senador Georgino Avelino, Serra de São Bento, Serra Negra do Norte, Serrinha, Serrinha dos Pintos, Severiano Melo, Sítio Novo, Taipu, Tangará, Tenente Ananias, Touros, Triunfo Potiguar, Upanema, Venha-Ver, Vera Cruz, Viçosa e Vila Flor.

Fotos: Canindé Soares/Cosern/divulgação

Sobre a Cosern

Detentora da melhor pontuação no ranking entre as empresas com mais de 400 mil clientes do Nordeste no Prêmio Aneel de Qualidade e premiada em 2018 e 2019 como a Melhor Ouvidoria do país, a Companhia Energética do Rio Grande do Norte (Cosern), empresa da Neoenergia, está presente nos 167 municípios potiguares, detém uma área de concessão de 53 mil quilômetros quadrados e atende 1,4 milhão de clientes (3,5 milhões de habitantes).

Em caso de falta de energia, a Cosern orienta:

  • Enviar um Whatsapp para o número (84) 3215-6001.
  • Enviar um SMS para 28116, informando apenas o número da sua conta contrato. Para facilitar, salve-a no bloco de notas do seu smartphone; ou
  • Telefonar para o 116.

DICAS DE SEGURANÇA COSERN

Não faça ligações clandestinas de energia elétrica. Além de crime, o “gato” coloca em risco a vida de quem faz e de quem está próximo. Denuncie a irregularidade de forma anônima no telefone 116 da Cosern.

Nossa antiga amizade com a cantora Glorinha Oliveira. Nosso convívio começou em sua casa e bar Beco da Glória, ali próximo a praia dos Artistas. O referido espaço musical é verbete em nosso livro, Breviário Etílico, Gastronômico e Sentimental da Cidade do Natal, 2019. Depois, a amizade foi sendo transferida a seu filho Aécio Queiróz e outros familiares. Foi homenageada pela nossa Banda Antigos Carnavais e muito fotografado por nosso amigo Canindé Soares. Em um domingo de muito sol a mesma, acompanhada por seu citado filho, veio me visitar. Era o dia 18 de junho de 2017. Preparei a nossa radiola antiga e Glorinha Oliveira, entrou aqui em casa, ouvindo sua voz… ficou muito alegre e até chorou de emoção. Almoçou e saiu para voltar outras vezes, o que não aconteceu. Restaram seus discos e CDs autografados, com dedicatórias que só as amizades sabem deixar aos que gostam em vida. Ficaram suas fotos ao meu lado em vários carnavais. Fica a saudade em nossos corações e o eterno agradecimento a sua amizade e carinho a todos de minha casa. Viva Glorinha Oliveira! Sempre na história carnavalesca e musical do RN!

Gratidão! Gutenberg Costa.
Nísia Floresta/RN. 24/02/2021.

Professora da Estácio esclarece principais dúvidas e lembra que misturar diferentes vacinas pode trazer reações adversas.

Um levantamento feito junto às secretarias de Saúde mostra que mais de cinco milhões de pessoas já receberam a primeira dose de vacina contra a Covid-19. Entretanto, embora a vacinação traga uma sensação de alívio, os cuidados precisam ser mantidos para evitar a disseminação do vírus. Segundo a professora de Enfermagem da Estácio, Rosiane Almeida, as medidas de proteção também devem ser respeitadas por quem recebeu as duas doses da vacina.

“Com a imunização, algumas pessoas podem crer que não é mais preciso usar máscara, lavar as mãos com frequência, utilizar o álcool em gel após ter contato com pessoas e superfícies, tossir com o antebraço em frente à boca, e manter o distanciamento, porém é primordial seguir com os cuidados. A vacina não impede a circulação e contaminação do novo coronavírus, mas estimula a produção do nosso sistema de defesa – o organismo produz anticorpos contra uma infecção simulada pela vacinação. Portanto, mesmo após tomar a vacina o indivíduo pode se infectar e transmitir o Sars-CoV-2”, alerta a profissional.

Rosiane ressalva que a cobertura vacinal brasileira é uma importante conquista e uma poderosa arma que reforça o sistema imunológico. “É a forma mais eficaz de combater e erradicar doenças infecciosas. Se não fossem as vacinas, ainda teríamos epidemias como peste bubônica, poliomielite, sarampo, rubéola e tantas outras moléstias que assolaram a humanidade por séculos. O que todos devem ter em mente é que a vacina contra a Covid-19 protegerá as pessoas de desenvolver seus sintomas graves, diminuindo assim a mortalidade”, afirma.

Segundo a especialista, ainda não se sabe o tempo necessário para a imunização, mas pode-se considerar imunizado contra as complicações da Covid-19 entre duas a quatro semanas após a aplicação – período estimado para o sistema imunológico criar anticorpos neutralizantes que barram a entrada do vírus nas células. “Mas vale salientar que cada organismo reage de uma forma e deve-se considerar a faixa etária. Lembrando que quem teve Covid também deve tomar a vacina”, declara.

A professora da Estácio lembra que quem está com febre ou faz uso de antibiótico para tratar alguma infecção, deve conversar com seu médico e postergar a aplicação da vacina. “Como acontece com todas as vacinas, diante de algumas doenças agudas o recomendado é o adiamento da vacina até a melhora dos sintomas”, pontua.

Outro ponto de atenção é com relação à mistura de diferentes vacinas Covid, o que não é recomendável. “Se a primeira dose tomada foi da Coronavac – Sinovac/Butantan, não se deve tomar a AstraZeneca – Oxford/Fiocruz como segunda dose, pois ainda não foram avaliados os efeitos da combinação de diferentes tipos. O Ministério da Saúde alertou para os riscos de reações adversas ao combinar diferentes vacinas”, discorre Rosiane Almeida.

Assessoria de Imprensa
Letra A Comunicação

JBMaiaPinheiro

Começa neste sábado a exposição virtual “Fotografando o Patrimônio e a Memória do Centro Histórico da Cidade do Natal”

A possibilidade de tirar fotografias com o celular foi um dos fatores que mais estimularam as pessoas a investirem em aparelhos modernos. Se antes era necessária uma câmera profissional para se conseguir boas fotos, hoje é possível fazer isso apenas com um aparelho de bolso.
A qualidade de captura de imagem dos celulares foi um dos aspectos que mais evoluiu nas últimas décadas. Boa parte dos fabricantes investe pesado nessa possibilidade e não é à toa que as propagandas dos aparelhos são construídas sobre o poder fotográfico do produto.
No entanto, por mais que a indústria nos diga que basta ligar a câmera e sair apertando um botão para tirar boas fotos, não é bem assim que as coisas funcionam.
Realizado gratuitamente pelo experiente fotografo Canindé Soares, via Edital da Prefeitura do Natal através da Lei Aldir Blanc do Governo Federal, o curso Fotografando o Patrimônio e a Memória do Centro Histórico da Cidade do Natal” teve 114 inscrições, os participantes foram distribuídos em duas turmas onde ele buscou através de dicas e vivências preparar e capacitar cada um para fotografar com seu smartphone os Patrimônios do Centro Histórico como estivesse fotografando como uma câmera profissional.
Com o curso o fotografo Canindé Soares buscou a partir da valorização do patrimônio da nossa cidade, colaborar para revelar e formar novos profissionais que visam se dedicar à fotografia digital além de oportunizar conhecimento e técnicas para que os participantes possam atuar no mercado da fotografia profissional e na produção de imagens para conteúdo cultural.
Um importante contribuição para a utilização da fotografia como elemento comunicador e conceitual na valorização do nosso patrimônio divulgação e preservação da nossa memória além de diversos produtos e serviços, em especial no segmento da economia criativa.

O Idema aderiu à Campanha colaborativa nacional que, através do plantio de mudas, homenageia vítimas da Covid-19

Mais uma ação de cunho ambiental e solidário será promovida pela equipe do Parque Estadual Dunas do Natal “Jornalista Luiz Maria Alves”. A equipe da Unidade de Conservação realizará a IV edição da campanha Bosques da Memória, no próximo dia 27 de fevereiro, às 7h30. A iniciativa acontece em todo território nacional, como uma forma de homenagear as vítimas da Covid-19 e agradecer aos profissionais de saúde, através do plantio de mudas.

Esta edição é voltada para a população em geral. Para participar o cidadão pode se inscrever, através de um formulário, disponível no site www.parquedasdunas.rn.gov.br. Ao todo, serão 100 mudas plantadas na área do Bosque dos Namorados, área de uso público do Parque das Dunas, e dentre as espécies selecionadas para a atividade, temos: Peroba rosa, Ipê roxo, Maçaranduba, Jenipapo bravo, Ubaia doce, Cumichá, Guabiraba de pau, Guabiraba aromática, Paineira lisa, Batinga vermelha, Quiri, Dendaleira, Ingá feijão, Ingá – mirim – branco, Mutamba, Pau Brasil, Cauaçú, Pau mulato, Jatobá, Murta vermelha, Pau sangue, Amescla de cheiro ePrimo do pau monder.

Queremos dar às pessoas a oportunidade de homenagear seus entes queridos vítimas do coronavírus, agradecer aos profissionais da saúde e ajudar a Natureza. O plantio de árvores é um gesto simbólico importantíssimo e que representa vida, como sinônimo de continuidade, amor e respeito. Poder plantar uma árvore e acompanhar seu crescimento traz esperança para quem está enfrentando o luto. Assim esperamos ofertar um momento de empatia e compartilhamento”, afirmou a gestora do Parque das Dunas, Mary Sorage.

Para o botânico e responsável pelo setor de flora do Parque das Dunas, Alan Roque, no local escolhido para a ação de restauração florestal, existem algumas plantas exóticas e já foi iniciado um plano de controle para combatê-las. “Estamos fazendo esse trabalho de substituição de espécies invasoras por nativas da Mata Atlântica. Inclusive, recentemente, realizamos podas de azeitonas para abrir espaço para as mudas de espécies próprias do Bioma. Iremos monitorar e realizar podas periódicas para sempre termos entrada de luz, para que essas espécies nativas se desenvolvam e se estabeleçam, eliminando, assim, as exóticas”, disse.

A última edição da campanha Bosques da Memória ocorreu em 27 de janeiro, na Via Costeira, próximo ao bairro Mãe Luíza, com o plantio de cerca de 40 mudas de espécies nativas da Mata Atlântica.

De acordo com o engenheiro florestal do Idema, Giliard Santos, “escolhemos plantas que mais se adaptam ao solo e formam uma barreira de proteção para as espécies invasoras”, finalizou.

Biossegurança

Com o objetivo de manter o distanciamento social e os protocolos de segurança em razão da pandemia, a equipe optou por disponibilizar o formulário de inscrição para que não haja excesso de pessoas. Para a realização da IV edição do Bosques da Memória, a equipe do Parque das Dunas está atenta às recomendações de biossegurança, além de observar as regras de distanciamento, a Unidade disponibiliza totens com álcool-gel, sinalização e a promoção da atividade em um local aberto. O uso de máscara é obrigatório.

Bosques da Memória

A Campanha Bosques da Memória é uma promoção conjunta da Rede de ONGs da Mata Atlântica – RMA, da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica – RBMA e do PACTO pela Restauração da Mata Atlântica. É desenvolvida de forma participativa e colaborativa em todo território brasileiro.

– Conheça mais da Campanha Bosques da Memória no site:

www.bosquesdamemoria.com

Serviço:

IV edição da Campanha Bosques da Memória

Data: 27 de fevereiro

Hora: 7h30

Local: Parque das Dunas

Inscrições: parquedasdunas.rn.gov.br

Governo construiu e comprou equipamentos para a Casa de Mel no Perímetro Irrigado, zona rural do município de Pau dos Ferros; meta é produzir quase 30 mil quilos de mel por ano

Produtores de mel do Perímetro Irrigado, zona rural do município de Pau dos Ferros, estão ainda mais perto de realizar um sonho. Nesta quinta-feira (18), a governadora Fátima Bezerra visitou a casa de mel da Associação Comunitária dos Agricultores Familiares do Perímetro Irrigado e Adjacências (ACAFPA), que está pronta, aguardando apenas a vistoria final do Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do RN (Idiarn) para emissão do selo de certificação. Os 15 beneficiários agora poderão produzir mel certificado e buscar novos mercados.

Por meio da Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sape) e o Projeto Governo Cidadão, com recursos do Banco Mundial, o Governo do Estado investiu R$ 393.485,00 na construção e compra de equipamentos para a casa de mel. Agora, eles estão sonhando alto: a meta é produzir quase 30 mil quilos de mel por ano, o dobro do que produziam antes, caso tenham uma época de bom inverno.

“Ver a casa de mel pronta, construída com todo o zelo, renova nossa esperança de que a chuva este ano vai chegar com muita intensidade e alavancar a produção. Esta obra é mais uma amostra do quanto vale a pena investir na nossa agricultura familiar”, disse a governadora Fátima Bezerra ao presidente da associação, Antônio Félix, e à secretária Francisca Freitas.

Segundo Francisca Freitas, o grupo está otimista para uma safra mais produtiva. “É um sonho realizado porque passaremos dessa fase de submissão ao atravessador. Não podíamos vender sequer em Apodi. Com a casa de mel certificada, podemos chegar a todos os supermercados”, ressalta.

Para o secretário de Gestão de Projetos e Metas do Governo do RN, Fernando Mineiro, a conclusão da unidade é um avanço para uma cadeia de mel tão importante quanto a do Oeste potiguar. “Unimos muitos esforços no Governo Cidadão, secretarias envolvidas e órgãos parceiros para concluir este projeto. Agora, ele está pronto para ser vistoriado e certificado. É um novo caminho que se abre para esses produtores, rumo a mercados nunca antes alcançados”, pontuou.

A associação foi contemplada com a construção da pequena fábrica, além de máquinas e equipamentos como colmeias, tanques decantadores, fumigadores, mesas inox, centrífugas, baldes, cilindros, kits de EPI com luvas, botas, roupas e máscaras, balança eletrônica, embalagem primária e escritório completo com móveis e computadores.

Mesmo em condições precárias e poucas colmeias, o grupo já chegou a produzir 14 mil quilos de mel entre 2013 e 2014. A ação incentiva a cadeia produtiva do mel na região e a agricultura familiar, além de fomentar a geração de renda no interior de forma sustentável.

Por Kehrle Junior

Na tarde desta quinta-feira (18), a Câmara Municipal de Natal realizou a Sessão Especial de abertura dos trabalhos da XIX Legislatura (2021-2024). Com a presença dos vinte e nove parlamentares, que compõem a Casa, o prefeito da cidade, Álvaro Dias (PSDB), realizou a leitura da mensagem anual, ato que marca o início das atividades pelo parlamento. 

Para o presidente da Casa, vereador Paulinho Freire (PDT), a expectativa é de um ano de muito trabalho no município. Outra demanda importante citada pelo presidente é a chegada do Plano Diretor para apreciação e votação pelos vereadores. 

“Nós ainda estamos vivendo um momento difícil, de pandemia, mas esperamos um ano de desenvolvimento para a cidade. A gente sabe que Natal precisa em vários setores de melhorias e esperamos que essas áreas tão necessitadas sejam contempladas agora, para que a gente possa trazer o desenvolvimento da cidade e o benefício do bem comum. Quanto ao plano diretor, estamos esperando há quase dois anos na nossa casa, para que possamos começar a debater e apreciá-lo”, disse Paulinho. 

Paulinho Freire ainda completou finalizando a continuidade das atividades de forma híbrida na Câmara, como medida de enfrentamento à Covid-19. “A Câmara vai funcionar normalmente, de forma híbrida, continuando com as sessões remotas, poucos vereadores participando no plenário. Vamos continuar fazendo um rodízio de funcionários. Temos que respeitar a pandemia com a Câmara cumprindo os seus protocolos”, finalizou. 
 
Durante a explanação da mensagem, o prefeito apresentou as metas para o ano e também realizou uma prestação de contas dos serviços realizados em 2020. Entre os temas, o combate à pandemia da Covid-19, mobilidade urbana, investimentos em infraestrutura , qualidade de vida e economia da cidade. 

“Queremos fazer uma cidade que seja mais humana, mais saudável, mais inclusiva e com mais desenvolvimento, gerando empregos e oportunidades para nossa gente com sua inegável capacidade de trabalho e vocação empreendedora. Ruas para pedestres, praças agradáveis, locais para caminhadas, parques com árvores, espaços saudáveis e áreas de convivência harmônica, têm de ser projetados e construídos como locais de sustentabilidade, promovendo a integração da natureza com o urbano, tornando mais leve e natural a vida na cidade”. 

Outro ponto abordado foi o transporte coletivo, que segundo o prefeito, haverá o envio de um projeto do Executivo à Casa para garantir o não aumento das tarifas durante a pandemia. “A redução de 50% no ISS cobrado sobre o transporte de passageiros nos permitiu evitar um aumento no preço das tarifas no ano passado e decidimos estender até o final da pandemia em projeto que enviarei a esta Casa nos próximos dias, também com a contrapartida de não haver aumentos de passagens enquanto durarem esses benefícios”, acrescentou o prefeito Álvaro Dias. 
 

A Banda Antigos Carnavais, que animou os carnavais de Natal por 15 anos, ainda está viva nos corações e nas recordações dos foliões natalense. De 2001 a 2014. Arrastava o povão alegre do Centro histórico da Cidade Alta até a Ribeira. Sempre contando com o apoio da imprensa, carnavalescos e fotógrafos, entre eles, Adrovando Claro e Canindé Soares. Muitas imagens em fotos e vídeos, estão recuperados para a história do carnaval de Natal. Foi um movimento cultural que homenageou muita gente do passado envolvida com a nossa história momesca natalense. Glorinha Oliveira e Dosinho, foram um deles. O saudoso amigo Dosinho, inclusive deixou uma música em nossa homenagem, muito bem interpretada pelo grande Isaque Galvão. Fizemos várias exposições de fotografias. Primeira Mostra de Cinema Carnaval em plena rua. Concursos de fantasias entre foliões. Bolo gigante com cinco metros. Bailes de máscaras no Clube do Rádio Amador. Nossa boneca gigante homenageava a inesquecível Severina Embaixatriz. Tanto agito cultural foi causando inveja e descasos… depois a nossa Banda foi ‘retirada’ das ruas, atropelada pela burocracia oficial. Mas quem sabe, com a força do povo folião natalense e o apoio comercial e da cultura municipal, ela possa voltar em 2022. Aqui não vou citar nomes de agradecimentos, por falta de espaço e perigo de omissão. Natal sabe de nossa história e gratidão mesmo, devemos ao povo folião natalense, que nos acompanhava alegremente todos os anos ao som de uma grande orquestra no chão , tocando para ele marchinhas e frevo. Gratidão aos coordenadores! Gratidão ao amigo Canindé Soares, que agora me convoca a esse curto depoimento emotivo em pleno carnaval em casa, ouvindo meus discos em minha radiola. Ótimos Sucessos carnavalescos do meu tempo de menino da rua da feira do Alecrim.
Gutenberg Costa. Nísia Floresta/RN. 16/02/2021.

Atlanta Step-One, da natalense Regina Teixeira, é referência em viagens que unem entretenimento e prática do inglês

Viajar de férias para fora do Brasil é um investimento que exige que as famílias se planejem para aproveitar o período da melhor forma. Nesse contexto, quando a diversão está aliada a conhecimento e cultura, os benefícios tem ainda mais retorno. Essa é a proposta arrojada da Atlanta Step-One, empresa sediada na capital da Georgia, que abre inscrições para uma viagem exclusiva com atrações nas cidades de Orlando e Atlanta nos Estados Unidos.

“The Learning Experience Teen” foi idealizada para o público adolescente nos moldes do que já acontece nos EUA, o Summer Camp, durante as férias de verão no país. As atividades integram lazer e aprendizado, com uma programação que inclui 20 ingressos para as melhores atrações de Orlando e Atlanta, como o Six Flags, a maior rede de parques temáticos do mundo, além de instrutores nativos americanos com larga experiência no ensino para estudantes que não tem o Inglês como língua nativa.

Todo roteiro conta com “know-how” americano e apoio local. Natalense erradicada nos Estados Unidos desde 2006, a diretora executiva Regina Teixeira destaca que o programa foi pensado a pedido dos clientes adultos que já viajaram pela Atlanta Step-One: “fomos provocados pelo sucesso do nosso modelo de viagem que agrega diversão, enriquecimento cultural e vivências inéditas. Sempre tivemos retornos excelentes e agora trazemos aos jovens a oportunidade de conhecer cidades importantes para o turismo, história e economia dos EUA”.

Um dos grandes diferenciais da Learning Experience é que os grupos são limitados e pequenos “isso garante resultado efetivo, além de oferecer mais segurança aos pais dos adolescentes”, afirma a CEO e fundadora da Atlanta Step-One. Regina acompanha toda viagem “meu compromisso é de proporcionar aos jovens momentos memoráveis em lugares incríveis e já que estarão em solo americano, que também possam aprender e praticar o idioma mais falado no mundo com metodologia inovadora, prática e divertida”, afirma.

Depois do sucesso do primeiro grupo Teen, a Atlanta Step-One promove uma reunião de apresentação do programa e abertura das inscrições para os grupos de julho/2022 e 2023. O evento acontece dia 23 de fevereiro (terça-feira) às 19h no Hotel Vila Park, em Tirol. A participação é aberta ao público interessado.