Marca Maxmeio

Notícias

Árvore de Natal de Mirassol

A tradicional Árvore de Natal, na zona Sul, foi acesa na noite desta sexta-feira (11) pela Prefeitura do Natal. Com 110 metros de altura e considerada a maior do Brasil, a Árvore do Mirassol foi ligada sem presença do público. A iniciativa foi tomada para coibir a proliferação do coranavírus.

“Este ano, infelizmente com a presença do coronavírus, vai ser um natal isento das festividades, das confraternizações grandes, dos shows, dos eventos que produzíamos para celebrar o ‘Natal em Natal’. Com essa pandemia, com o número de pessoas acometidas com esse mal que se instalou em todo o mundo, e Natal não foi diferente, fez com que fôssemos penalizados, diminuindo as festas que comumente comemorávamos. Mas é necessário reduzirmos os festejos pra preservarmos a saúde das pessoas. Porém, nossa Árvore é tradição e com suas luzes e brilho vai dar esse ar pra nossa cidade de esperança. E vamos continuar orando e pedindo a Deus para que nos ajude para que possamos contornar esse mal nefasto que tanto causa do e angústia pro povo de nossa cidade, do país e do mundo”, disse o prefeito Álvaro Dias.

“Natal de vida e esperança” é o tema da decoração de 2020. Segundo o titular da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur), Irapoã Nóbrega, a temática escolhida baseia-se na crise que afeta todo o país decorrente da pandemia. “Estamos vivendo um ano atípico. Muitas vidas foram perdidas e ainda há muito com o que se preocupar. Mas, hoje, o acendimento da árvore veio para nos lembrar que sempre há esperança. Não pudemos reunir todos os cidadãos natalenses na árvore, mas espero que o verde que ela traz esse ano mostre que podemos superar e quebrar barreiras”, destacou.

Em decorrência da pandemia da Covid-19, a decoração natalina do Natal em Natal terá menos peças nas ruas e será focada nas árvores (Mirassol, Nélio Dias, Parque dos Coqueiros e Área de Lazer do Panatis), nas principais avenidas e nas igrejas do circuito histórico da cidade. Isso irá proporcionar uma economia de pelo menos R$ 2 milhões aos cofres do município quando comparado com o valor investido em 2019. A empresa foi escolhida através de processo licitatório e tem valor global de contrato em R$ 2.997.124,33.

A instalação da Árvore de Natal foi realizada pela Razão Produções e Eventos. Além dela, a empresa é responsável pela instalação das árvores do Panatis, Nélio Dias e Parque dos Coqueiros e da Casinha do Papai Noel, além da implantação da iluminação da Catedral Metropolitana, do Pórtico dos Reis Magos, dos Três Reis Magos, do Palácio Felipe Camarão, das igrejas do circuito histórico de Natal (Nossa Senhora da Apresentação, Bom Jesus, do Galo, Nossa Senhora do Rosário dos Pretos) e do Instituto Histórico.

A Casinha do Papai Noel em Mirassol vai funcionar de quinta a domingo, das 18h às 21h. Com exceção do dia 24 de dezembro, que não vai funcionar.

Em comemoração aos 72 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, no última dia  10, o ativista ambiental Haroldo Mota, presidente da ONG Baobá, em parceria com a jornalista Glácia Marillac da Rede EuSouDoAmor e  a LucGraf, lançaram o projeto de Educação Ambiental “Sementes da Gratidão” com a distribuição gratuitas de 50 mil sementes de ipês rosa e mil árvores nativas da mata atlântica.
 
O lançamento do projeto “Sementes da Gratidão” ocorreu na quinta-feira, dia 10/12, no calçadão em frente ao Midway Mall, com a presença de convidados, onde eles tiveram a oportunidade de distribuir gratuitamente para a população esse presente para os natalenses de sementes e árvores.
 
A Declaração Universal dos Direitos Humanos foi adotada e proclamada pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 10 de dezembro de 1948, com 30 artigos e assinada pelo Brasil na mesma data.
 
O projeto de Educação Ambiental “Sementes da Gratidão” tem o propósito de conscientizar a população sobre a crise climática e a importância das árvores para manter o equilíbrio do clima atmosférico no planeta.

Essa data de lançamento do projeto “Sementes da gratidão” é significativa, todos nós temos o direito a uma moradia segura. Nosso planeta, nossa casa tem obrigado milhares de pessoas a abandonar, sair de seus lares, impactados por recordes de tempestades e furacões cada vez mais frequentes e intensos. Precisamos agir agora, para conter essas mudanças causadas por nossas atividades inconsequentes, e uma das nobres atitudes é o plantio de árvores, comenta o ambientalista Haroldo Mota, presidente da ONG Baobá.

Investir em educação é a melhor forma de prevenir o direito à vida, e a viver em liberdade e segurança. Nós precisamos de um mundo justo e livre e esses são um dos 30 artigos da Declaração Universal dos Direitos do Homem, quando o mundo inteiro clama por segurança climática mundial, diz a jornalista Glácia Marillac.
 

 
Em comemoração aos 72 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, dia 10 de dezembro, o ativista ambiental Haroldo Mota, presidente da ONG Baobá, em parceria com a jornalista Glácia Marillac da Rede EuSouDoAmor e  a LucGraf, lançam o projeto de Educação Ambiental “Sementes da Gratidão” com a distribuição gratuitas de 50 mil sementes de ipês rosa e mil árvores nativas da mata atlântica.
 
O lançamento do projeto “Sementes da Gratidão” ocorrerá nesta quinta-feira, dia 10/12, das 12h até às 13h, no calçadão em frente ao Midway Mall, com a presença de convidados, onde eles terão a oportunidade de distribuir gratuitamente para a população esse presente para os natalenses de sementes e árvores.
 
A Declaração Universal dos Direitos Humanos foi adotada e proclamada pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 10 de dezembro de 1948, com 30 artigos e assinada pelo Brasil na mesma data.
 
O projeto de Educação Ambiental “Sementes da Gratidão” tem o propósito de conscientizar a população sobre a crise climática e a importância das árvores para manter o equilíbrio do clima atmosférico no planeta.

Essa data de lançamento do projeto “Sementes da gratidão” é significativa, todos nós temos o direito a uma moradia segura. Nosso planeta, nossa casa tem obrigado milhares de pessoas a abandonar, sair de seus lares, impactados por recordes de tempestades e furacões cada vez mais frequentes e intensos. Precisamos agir agora, para conter essas mudanças causadas por nossas atividades inconsequentes, e uma das nobres atitudes é o plantio de árvores, comenta o ambientalista Haroldo Mota, presidente da ONG Baobá.

Investir em educação é a melhor forma de prevenir o direito à vida, e a viver em liberdade e segurança. Nós precisamos de um mundo justo e livre e esses são um dos 30 artigos da Declaração Universal dos Direitos do Homem, quando o mundo inteiro clama por segurança climática mundial, diz a jornalista Glácia Marillac.
 
Serviço
“Sementes da Gratidão”
Data: 10.12.2020 (quinta-feira)
Local: calçadão do Midway Mall, Av. Salgado Filho, Natal/RN
Horário: 12h às 13h
Vai Rolar: Entrega gratuita de envelopes com sementes de ipê rosa e mudas de árvores da mata atlântica
Realização: ONG Baobá
Apoio: RedeEuSouDoAmor e LucGraf
Informação
@HaroldoFMota (84)988454603
@GlaciaMarillac

Governo do RN recomenda aos municípios suspensão de shows e eventos públicos ou privados de massa para evitar o avanço da propagação do novo coronavírus (Covid-19)

O Governo do Rio Grande do Norte editou, nesta terça-feira (8), o decreto nº 30.210 suspendendo os eventos promovidos ou patrocinados pelo Estado que impliquem em aglomeração de pessoas, a exemplo de eventos corporativos, técnicos, científicos, convenções, shows ou qualquer outra modalidade de evento de massa.

Além disso, o decreto assinado pela governadora Fátima Bezerra, que será publicado no Diário Oficial do Estado do RN de amanhã (9), recomenda aos municípios potiguares a adoção das medidas necessárias para a suspensão de shows e eventos públicos ou privados de massa. E, para dar apoio complementar ao cumprimento das ações recomendadas, o Governo disponibiliza aos municípios suas forças de segurança, por meio das operações do Programa Pacto pela Vida.

A decisão salienta ainda que o combate à pandemia e as medidas de prevenção são questões que devem ser enfrentadas por toda a sociedade, e que o esforço para a superação da crise é de responsabilidade conjunta de governos, empresas e cidadãos.

DECRETO REVOGA PORTARIA CONJUNTA Nº026/2020

A atual determinação revoga a portaria conjunta nº 026/2020, GAC/SESAP/SEDEC/SETUR, de 21 de setembro de 2020, que tratava da retomada das atividades relacionadas ao setor de eventos corporativos, técnicos, científicos e convenções no âmbito do Estado do Rio Grande do Norte. Ou seja, o atual decreto torna sem efeito os protocolos específicos estabelecidos para a retomada dessas atividades.
Assecom-RN

Parlamentar quer auxiliar a gestão municipal na viabilização da exploração desses espaços.

O Rio Grande do Norte é o quarto estado brasileiro em quantidade de cavernas. O município de Felipe Guerra, na região Oeste, concentra boa parte delas e a prefeitura pretende realizar uma exploração turística sustentável nas estruturas. Para ajudar nesse processo, Senador Jean montou um grupo com arquitetos e outros especialistas, além de autoridades locais, para debater o tema e levar ideias à gestão municipal da cidade.

O biólogo potiguar Diego de Medeiros, analista ambiental do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade e coordenador da base do Rio grande do Norte do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Cavernas, realiza estudos na região e também está no grupo de discussão criado por Jean. Diego é mestre em Ciências Biológicas e doutor em Sistemática e Evolução.

Ele explica que há algum tempo tem mantido contato com a Prefeitura de Felipe Guerra, além de Idema e outros órgãos parceiros, para produção do “Plano de Manejo Espeleológico” no Lajedo do Rosado. Trata-se um documento técnico que levanta dados sobre as cavernas, para orientar a exploração do local com o mínimo de impacto ao meio ambiente e o máximo de segurança aos visitantes. O Plano também dá permissão legal para a utilização das cavernas.

Diego de Medeiros conta que o local conhecido como Lajedo do Rosado, em Felipe Guerra, tem mais de 70 cavernas das mais de 350 presentes no município. “É a maior concentração de cavernas do estado e uma das maiores do Brasil”, afirma o biólogo. Segundo ele, do total dessas cavernas, três estão com os estudos avançados para a obtenção do Plano de Manejo: a Carrapateira, a Catedral e a Crotes. A expectativa é de que se consiga essa autorização de uso no ano que vem.

A pedido do prefeito e vice eleitos da cidade, Salomão Gomes e Ubiracy Pascoal, Jean Paul montou um grupo para debater como essas estruturas podem ser exploradas turisticamente. “A região tem cavernas incríveis e pode se tornar um local de visitação. Vamos ajudar a prefeitura de Felipe Guerra a pensar como isso pode ser feito”, acrescenta o parlamentar.

O biólogo Diego de Medeiros reforça que, por questões ambientais, atividades econômicas mais nocivas ao meio ambiente são proibidas por lei em locais com essas estruturas. Portanto, de acordo com o cientista, o turismo sustentável é a alternativa para os Municípios detentores de cavernas conseguirem uma maneira de arrecadar com esses espaços.

“Além de ser bom para a economia do Município, será mais um atrativo para o turista que vem ao Rio Grande do Norte e pros próprios potiguares”, argumenta Senador Jean.

Números

O Rio Grande do Norte reúne mais de 1.200 cavernas das cerca de 20 mil cadastradas no Brasil atualmente. “É o quarto estado com a maior quantidade. São cavernas com algumas centenas de milhares de anos”, atesta Diego de Medeiros. Ainda de acordo com o biólogo, mais de mil dessas cavernas ficam na região Oeste potiguar.

“Nessa região, dois municípios se destacam: Baraúna, onde temos hoje o Parque Nacional da Furna Feia, e Felipe Guerra”, detalha. Diego afirma que Felipe Guerra tem cerca de 350 cavernas. “E várias dessas têm potencial para o espeleoturismo (turismo de aventura que explora cavernas) e também potencial científico”.

O biólogo adianta que outros estudos seguem em andamento no Lajedo do Rosado, com o objetivo de liberar mais cavernas para a exploração sustentável.

Durante a sessão ordinária desta terça-feira (8), o deputado Dr. Bernardo (Avante) abordou a situação crítica do Médio Oeste Potiguar em relação à segunda fase de Covid-19 e voltou a alertar a população sobre os cuidados na prevenção da doença. “A minha fala hoje é para externar, como médico que sou, a minha preocupação com o novo Coronavírus, que tem assolado de forma muito intensa, nessa segunda ‘onda’, a região do Médio Oeste. Mas, primeiro, quero falar da alegria de ter sido o deputado que intercedeu, junto ao Governo do Estado, em março, para que fosse feita uma parceria com o Hospital São Luiz, em Mossoró, atendendo uma solicitação do médico otorrino Ewerton Rozendo”, iniciou.  O parlamentar contou que fez os primeiros contatos e requerimentos junto ao governo estadual, no sentido de que aquela unidade passasse a atender exclusivamente pacientes da Covid-19. “Eu parabenizo o governo por ter atendido essa solicitação e fico feliz em saber que, hoje, o Hospital São Luiz tem sido a solução para os casos graves de toda a região Oeste”, disse. Dr. Bernardo detalhou ainda a situação atual na referida unidade de saúde. “Essa semana havia 27 pacientes graves internados. A maioria do município de Umarizal, que passou por uma crise tremenda, com o acometimento de grande parte da população. De Almino Afonso, nós temos três pacientes. Dois deles, inclusive, pais de assessores meus, que estão com certa gravidade”.  Em seguida, o deputado relatou uma situação de dificuldade pela qual passou o hospital no último fim de semana. “Esse final de semana eu conversava com o Dr. Caio, e ele me retratava a situação grave na unidade, que tem um grande número de pacientes internados. Ele disse que isso tem sobrecarregado os plantões. Além disso, ele falou que estava faltando um medicamento chamando Propofol, sedativo utilizado pelos pacientes entubados”, contou.  Dr. Bernardo revelou que, de imediato, ligou para o diretor-geral da Unicat – Natal, Ralfo Medeiros, que se prontificou a fornecer os medicamentos através de parceria. “Depois, entrei em contato com os responsáveis pelos hospitais de Apodi e de Mossoró. Graças a Deus todos se empenharam, e nós conseguimos permutas daquele medicamento, para que o São Luiz logo se reabastecesse”, frisou. “Então, eu queria agradecer aqui a esses profissionais: Dr. Caio; Ralfo, diretor da Unicat; Herbenia Ferreira, diretora do Tarcísio Maia, em Mossoró; Dra. Lariza; e Alyson de Gois, do Apodi; que num domingo à tarde me atenderam e somaram esforços para ajudar aqueles 27 pacientes do São Luiz que precisavam dessa medicação. E isso me deixa satisfeito, porque eu fui candidato a deputado estadual com esse propósito, de ajudar as pessoas coletivamente”, destacou. Por fim, o parlamentar alertou mais uma vez a população do RN para os cuidados na prevenção ao novo Coronavírus. “Precisamos intensificar as medidas preventivas, para que possamos, quem sabe, em janeiro ou fevereiro, ter essa vacina e resolver essa problemática de uma vez por todas”, concluiu.

Escritos da Alma

  • um cabra chamado Canindé –

Reza a lenda que há muitos e muitos anos atrás, nos caminhos da comunicação potiguar, cruzei destino com uma alma que atende na matéria pela alcunha de Canindé.
Bastou duzentas gramas de prosa e a bissaca estava cheia de simpatia mútua, admiração recíproca e amizade eterna.
E assim fomos indo, estreitando laços, ele clicando, eu reportando, até que ele se meteu a fazer o bem, coisa que eu fazia com gosto e, eu, para me vingar, atrevi também clicar e meter bedelho em seu curral.
Hoje estamos juntos e misturados, unidos viajamos, trocamos ideias, informações, ele me alumia nesse espaço que reina, eu ajudo divulgando seus feitos.
E nesse entrelaçar de vivências positivas, num tour com Jailson pelo litoral norte, ouço verbo do memorial de Canindé, ficando sabedor que menino pobre do interior na capital, ao render o pai na vigilância de um posto de combustíveis, viu gente levando retratos para riba, se interessando pelo ofício, e estando já nele, inconformado avançou para ter máquina, apontar mira, apertar botão, e eis, tanto tempo depois, ele assentado numa cadeira no interior da Capitania das Artes, autografando belíssimo livro para autoridades máximas e amigos muitos, do mesmo jeito que vigilava o posto e admirava os entregadores de fotos.
O tempo largo passou, Canindé venceu, convenceu, mas de sua humilde origem não se desvaneceu.
Wellington Lima ainda o chama de cabeça dura, Adrovando de cabrito difícil, Paulo Vitorino arregala os olhos, Debinha releva, Leandro Mendes aposta, Bolonha apoia e o mago das fotografias se revela, sempre focado, invocado, dando seu recado.
Se pelo conjunto da obra já era fã, hoje virei chacrete.
Que situação, rapá…

Flávio Rezende aos cinco dias, décimo segundo mês, ano dois mil e dezenove, 21h14.

Mais no www.blogflaviorezende.com.br

O deputado Gustavo Carvalho (PSDB) apresentou Projeto de Lei na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte para que se torne obrigatória a disponibilização, no site do Governo do Estado, de uma breve descrição biográfica das pessoas que deram nomes as rodovias estaduais.

De acordo com o Projeto, na breve descrição biográfica deve constar a trajetória de vida da pessoa homenageada com dados precisos, incluindo nomes, locais e datas dos principais acontecimentos.

“Muitas das rodovias estaduais carregam os valorosos nomes dos personagens que desempenharam esforços para constituir o que é hoje o Estado do Rio Grande do Norte, mas grande parte da população desconhece seus feitos, sobretudo as novas gerações”, comentou o parlamentar propositor do PL.

Ele justificou que o projeto de lei tem como medida valorizar a cultura estadual, construindo uma identidade regional. “Importantes cidades brasileiras como São Paulo, Curitiba e Rio de Janeiro adotaram ações semelhantes”, disse.